terça-feira, 25 de julho de 2017

8 DICAS DA NEUROCIÊNCIA PARA QUE VOCÊ SEJA UMA

PESSOA VERDADEIRAMENTE FELIZ


1 – Aprenda a demonstrar gratidão

Quando agradecemos uma pessoa por algo que ela fez para nós, ou mesmo quando agradecemos o destino ou a vida de um modo geral, nossa atenção fica voltada aos aspectos positivos da nossa vida, e sempre que isso acontece nosso cérebro produz serotonina, que é um neurotransmissor importante na regulagem do nosso humor.

2 – Resolva um problema de cada vez

Nossas preocupações fazem com que o cérebro fique procurando formas de resolver os problemas que nos deixam encucados com alguma coisa. Infelizmente, isso drena a nossa energia e deixa o cérebro cansado, ansioso e irritado.
Por outro lado, quando conseguimos resolver um problema, nosso cérebro é banhado por substâncias que nos acalmam e nos ajudam a ver o mundo de um jeito mais positivo. É por isso, basicamente, que devemos aprender a resolver uma coisa de cada vez, a estipular prioridades e, dessa forma, a não entrar em desespero pensando em tudo o que não está certo.

3 – Não é bacana ficar remoendo aquilo que te faz mal

Ficar pensando demais em algo que não te deixa feliz é um péssimo negócio, e seu cérebro é quem paga o pato quando você fica remoendo alguma coisa negativa. O ideal é buscar falar com alguém de confiança sobre seus problemas e, assim, tentar resolvê-los e esquecê-los de vez. Quando você faz isso, seu cérebro começa a produzir serotonina de novo e você consegue ver o lado positivo das mais diversas situações.

4 – Dê valor às interações sociais

Seres humanos realmente precisam de interações sociais, e o contato e as demonstrações de afeto que temos com as pessoas que nos são próximas é algo que pode nos ajudar a curar algumas doenças, inclusive.
Quando removemos a interação social da nossa vida, o cérebro acaba interpretando isso como uma espécie de dor física, e com o passar do tempo isso pode contribuir para o desenvolvimento da depressão.

5 – Não deixe nunca de aprender coisas novas

Seu cérebro interpreta novos aprendizados como uma permanente adaptação e como uma mudança de ambiente. Esse processo é ótimo para a produção de dopamina, que é uma substância que nos dá a sensação de bem-estar.
Se a ideia é ser feliz, não se esqueça de aprender coisas novas – vale mergulhar em novos idiomas, descobrir curiosidades sobre seu país favorito, estudar coisas novas, fazer tricô... Só não vale ficar parado e mergulhado na mesmice.

6 – Pratique algum tipo de esporte

Ir para a academia pode não ser a sua prática favorita, mas assim que você termina a sessão diária de movimentação corporal, seu cérebro libera uma boa dose de endorfina, que tem a capacidade de reduzir dores físicas e de melhorar seu humor.
Para ter esse efeito você não precisa pegar muito pesado, especialmente se estiver começando a praticar atividades físicas agora. Até mesmo uma caminhada em ritmo moderado já apresenta esse resultado – vale saber também que muitos escritores dizem que caminhar melhora suas habilidades criativas.

7 – Sempre tente dormir bem

Dormir em um ambiente escuro é fundamental para que seu corpo produza melatonina, um hormônio que faz com que você recarregue as energias e que ajuda seu hipotálamo a produzir serotonina.
Quando o cérebro detecta mudança de iluminação no ambiente onde você está dormindo, ele acaba produzindo o hormônio do estresse e você acorda. Basicamente, é fundamental que você durma pelo menos seis horas em um ambiente totalmente escuro.

8 – Crie, sim, expectativas

É comum vermos pessoas defendendo a ideia de que não se deve criar expectativas, para evitar decepções. Uma coisa é você não viver esperando coisas realmente difíceis, mas você deve, sim, se empolgar com coisas que estão prestes a acontecer, como um encontro entre amigos, um show ou uma festa de aniversário.
Quando você cria esse tipo de expectativa, seu cérebro já fica animado, e é por isso que seres humanos tendem a fazer contagens regressivas, sabia? Não criamos o hábito de contar os dias que faltam para eventos importantes e felizes à toa – na verdade, fazemos isso porque nosso cérebro gosta.
FONTE:https://www.megacurioso.com.br/ciencia/103401-8-dicas-da-neurociencia-para-que-voce-seja-uma-pessoa-verdadeiramente-feliz.htm?utm_source=megacurioso.com.br&utm_medium=internas&utm_campaign=ultimasnoticias
Postar um comentário

CONHEÇA A HISTÓRIA POR TRÁS DE UM DOS BEIJOS MAIS FAMOSOS DO PLANETA Você com certeza já viu a foto acima centenas de vezes, não é mesmo?...