quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Uma enorme área de Saturno mudou de cor e ninguém sabe direito o motivo

Além dos icônicos anéis, outra característica marcante de Saturno, conforme explicamos em uma matéria aqui do Mega Curioso — que você pode acessar através deste link —, é um imenso hexágono situado sobre o polo norte do planeta. Descoberta em meados dos anos 80, essa interessante formação mede incríveis 30 mil quilômetros de diâmetro e se estende por 100 quilômetros da atmosfera até a superfície do planeta.
Segundo a NASA, o que mantém o hexágono nesse formato ainda é um mistério para os cientistas. Mas, sabe-se que existe uma corrente de ar que corre ao longo de seus limites com velocidades de mais de 320 quilômetros por hora e que cada ponta do hexágono parece girar sobre o próprio centro praticamente no mesmo ritmo que Saturno gira sobre o próprio eixo.
Esse é o hexágono em movimento
Além disso, de acordo com Bec Crew, do portal Science Alert, com base no tamanho e em seus movimentos, os cientistas concluíram que o hexágono é um gigantesco padrão nebuloso gerado por um enorme furacão perpétuo que há décadas — ou até séculos — se encontra ativo no polo norte do planeta.

Mudança de cor

Pois bem, caro leitor, essa enorme — misteriosa e superativa — área de Saturno simplesmente mudou de cor, mas ninguém sabe dizer ao certo o motivo. Segundo a NASA, em novembro de 2012, a sonda espacial Cassini capturou imagens do famoso hexágono e, nos registros, ele apareceu assim:
Esse era o hexágono em 2012
Só que o equipamento voltou capturar imagens do hexágono em setembro deste ano e, desta vez, os registros mostraram algo diferente. Confira:
O mesmo hexágono em setembro deste ano
Percebeu a diferença nas tonalidades? Bem significativa, você não acha? Então, veja novamente!
Transformação!
Talvez o hexágono esteja funcionando como uma espécie de barreira, evitando que as partículas de névoa produzidas fora dessa formação entrem nela. Essa teoria foi proposta depois de os pesquisadores da NASA analisarem o hexágono e perceberem que havia diferenças nos tipos de partículas em suspensão tanto em seu exterior como em seu interior.

Fenômeno atmosférico

De acordo com a NASA, a melhor explicação que eles conseguiram encontrar para a mudança de cor é que ela pode estar relacionada com as estações do ano saturnianas. Aliás, como cada ano em Saturno corresponde a 29 anos na Terra, a troca de estações ocorre com muito menos frequência do que por aqui. Mais precisamente, uma vez a cada sete anos (terrestres), mais ou menos.
Animação criada com imagens capturadas em infravermelho
Conforme explicou a agência espacial, em maio de 2017, o polo norte saturniano será palco do solstício de verão, e os cientistas suspeitam que a variação de cor do azul para o dourado seja um efeito do aumento na produção de névoas fotoquímicas na atmosfera nessa região do planeta.
Segundo a NASA, entre novembro de 1995 e agosto de 2009, período em que o polo permaneceu sem receber luz solar — e que correspondeu ao inverno polar —, sua atmosfera ficou livre de partículas produzidas por reações fotoquímicas, e o hexágono se tornou azulado.
Contudo, após o equinócio de 2009, essa mesma região passou a receber os raios solares constantemente, resultando na produção de aerossóis (partículas finíssimas) no interior do hexágono e ao redor do polo norte, fazendo com que a atmosfera parecesse mais nevoenta e dourada — por conta do maior número de partículas em suspensão.
fonte:http://www.megacurioso.com.br/saturno/100901-uma-enorme-area-de-saturno-mudou-de-cor-e-ninguem-sabe-direito-o-motivo.htm?utm_source=megacurioso.com.br&utm_medium=internas&utm_campaign=destaquestopo
Postar um comentário

CONHEÇA A HISTÓRIA POR TRÁS DE UM DOS BEIJOS MAIS FAMOSOS DO PLANETA Você com certeza já viu a foto acima centenas de vezes, não é mesmo?...