segunda-feira, 19 de setembro de 2016


Oportunidades
A vida é feita de oportunidades, o problema é que a gente demora a entender!
Hoje indo para o trabalho vivenciei algo inusitado, talvez até já tivesse ocorrido algo parecido comigo… Mas hoje, foi diferente…

Trilha Sugerida para leitura – (4 Non Blondes – What’s Up)


Todos os dias faço exatamente o mesmo caminho, costumo pegar sempre o último vagão do lado direito da plataforma do trem, me sento no mesmo banco de sempre, do mesmo lado e no mesmo canto da janela de todos os dias. Sempre senta alguém ao meu lado e duas pessoas de frente para mim, mas isso não faz diferença alguma, os fones de ouvido quase no último volume somada a sensação de sono que me domina, permitem que eu atinja um estágio diferente, é como se através dos fones de ouvido eu instalasse a minha volta uma bolha transparente que me isola totalmente do mundo. Durante o trajeto me concentro apenas em meu celular, e entre uma parada e outra, através do vidro, direciono um olhar para fora do vagão para conferir em qual estação me encontro… Mas hoje… Hoje foi diferente!
Eu não acreditava mais em política, futebol, jogos de loteria e muito menos em amor à primeira vista!
Enquanto eu cumpria religiosamente o meu ritual, algo chamou minha atenção. Uma fragrância em tom adocicado finalmente rompeu aquela bolha que existia entre eu e o mundo. Curioso em saber quem exalava aquele perfume, ergui a cabeça e me perdi completamente no que vi… Sempre fui admirador de sorrisos, mas igual aquele, confesso que ainda não havia registros em minha vasta memória.
Eu a encarei de forma hipnótica e boba, meio boquiaberto e ainda inalando aquele perfume avassalador, travei totalmente na hora em que nossos olhares se cruzaram, e ela, de forma inexplicavelmente doce ergueu as sobrancelhas e sorriu para mim!
Uma sensação única me invadia dos pés à cabeça, quem era aquela mulher que sem ao menos dizer uma palavra me provocava um mix de sensações únicas?
Cabelos encaracolados e ruivos, olhos claros, uma boca perfeita contornada por um clássico batom vermelho, uma discreta tattoo no ombro direito e furinhos na bochecha quando sorria!
Trocamos mais alguns olhares… Ela dividia sua atenção entre um livro que estava em suas mãos e eu, que discretamente a admirava. A cada novo flerte eu me sentia mais seguro em agir, faltavam apenas 4 estações para eu descer, era preciso tomar uma atitude! Em uma fração de segundos restavam apenas 3 estações e eu ainda não havia agido, então, decidi que falaria com ela uma estação antes da minha parada, assim, no caso de um fora eu desceria na próxima estação e o mico seria menor.
Eu sempre fui aquele cara que quando tinha festa do farol no colégio, mesmo solteiro e querendo pegar geral, eu ia de amarelo. A timidez e o receio de decepções sempre me fizeram optar pela segurança!
O Plano era: “O trem para, as pessoas descem, as portas fecham e quando partir para a última estação eu puxo assunto, falo sobre o livro, sobre o tempo, sobre o seu sorriso… Se eu for correspondido, crio coragem e pego o seu telefone”
Enquanto o trem se aproximava da próxima estação, eu treinava mentalmente o meu texto babaca, mas, minuciosamente elaborado, percebi que a cada parágrafo que ela terminava, era a deixa para uma breve troca de olhar. O trem, reduziu a velocidade, o que indicava a chegada na próxima estação. Minhas mãos transpiravam, mas eu estava determinado, ela era linda, não podia perder a chance de conhece-la melhor. Enquanto o trem parava lentamente na estação, ela olhou para mim, ajeitou seus cabelos e de forma instantânea fechou o seu livro, se levantou do assento, me deu um último sorriso e desceu ali mesmo!
– Mas como assim!  – Pensei de forma decepcionada.
Eu tinha um plano, estava tudo combinado, assim que as portas fechassem eu iria falar com ela, ia falar do livro, do tempo, daquele sorriso maravilhoso. Ela tinha que descer justo agora?
Foi então que eu compreendi que, as oportunidades também têm prazo de validade, e o fato de eu estar pronto ou não, não faz a mínima diferença!
A gente tem todo o tempo do mundo para se preparar para as oportunidades, é preciso aproveitar bem isso, porque quando elas surgem, é preciso agarra-las! Somos nós que devemos estar prontos, e não ter que torcer para as oportunidades se moldarem as nossas necessidades!
E talvez seja por isso que perdemos aquela vaga de emprego que exigia inglês e a gente ficou enrolando para começar o curso no ano que vêm, e isso se repete com aquele cliente que iria dar um up na sua empresa, com uma promoção que tinha tudo para ser sua, com aquela viagem que a galera toda marcou e foi, mas você ficou de fora porque não se preparou… e se acontece com tudo, porque não aconteceria com o amor?
“Não espere a oportunidade para se preparar, esteja pronto sempre… E se não estiver pronto, arrisque! ”

fonte:http://vidacronica.com.br/a-vida-e-feita-de-oportunidades-01/
Postar um comentário

NOVIDADES SOBRE O TRANSPLANTE DE CABEÇAS: ELE TERIA SIDO FEITO EM CADÁVERES Você se lembra daquele papo do médico que pretende realizar ...