sábado, 12 de dezembro de 2015

Por uma doença ela comeu só batata frita durante 15 anos

destaque
Comer só o que a gente gosta pode ser muito bom, não é mesmo? Pense na sua comida favorita, por exemplo, batata frita. Agora imagine se você pudesse comê-la todos os dias, em todas as refeições. Agora, imagine se você não conseguisse comer outra coisa na vida durante anos. Ruim, né? Foi mais ou menos isso que aconteceu com a garota que você vai conhecer hoje.
Hanna Little, uma britânica de 21 anos, era uma criança normal, pelo menos até quando parou de comer qualquer outra coisa que não fosse batata frita. Parece frescura, né? Mas ela viveu 15 longos anos assim, comendo só batata frita em todas as refeições do dia.
De acordo com Hanna, o problema começou por volta dos 5 anos de idade. Ela não se lembra porque, mas aos poucos foi passando mal só de pensar em comer qualquer outro alimentos que não a sagrada batata frita.
1

A maldição da batata frita

Claro que os pais de Hanna tentaram fazê-la comer, mas o resultado disso nunca foi bom. O problema é que a restrição alimentar a algo tão calórico e oleoso durou até a vida adulta. Para sermos mais exatos, só começou a melhorar no ano passado, já aos 21 anos.
E não pense que Hanna gostava da situação! Ela sofria por só conseguir comer batata frita, até porque sua vida social esteve completamente arruinada por 20 anos.
4
Isso porque todo tipo de comida fazia a garota sentir náuseas e tontura. Aliás, a saúde dele também era péssima devido à falta de nutrientes e o excesso de ingestão de gordura (olha só o “bronze” da menina, isso já diz alguma coisa, não?).
O estopim para Hanna foi quando foi convidada a jantar na casa do primeiro namorado. Na frente dela não tinha batata frita, claro, mas uma lasanha enorme e com muito queijo. Na hora ela começou a suar e, então inventou que tinha alergia ao molho vermelho.
1

TAS

Cansada de viver nessa limitação, Hanna procurou vários tratamentos, até que descobriu que seu problema era psicológico. Ela, na verdade, sofria com Transtorno Alimentar Seletivo (TAS), um problema raro, que você já viu por aqui, na matéria da menina que só come miojo, lembra?
Pretty Girl Lived on Chips
Conforme especialistas, esse problema costuma surgir na infância, devido a um trauma envolvendo a alimentação. Daí em diante, normalmente até a fase adulta, a pessoa pode sofrer uma espécie de pânico em comer alguns alimentos (ou todos, como no caso de Hanna). Mas também é comum que a pessoa não se lembre, conscientemente, do divisor de águas, que a fez parar de se alimentar de forma normal e se permitir apenas um ou alguns poucos alimentos.
2
Hanna, por exemplo, só se livrou da “maldição da batata frita” aos 20 anos de idade e depois de começar a fazer regressão. O acompanhamento psicológico permitiu que a menina começasse a ter uma alimentação normal e variada. Hoje em dia, aliás, o prato preferido de Hanna é pizza… não muito saudável, mas diferente da batata frita, pelo menos, não é?
Fonte: Hypeness
Postar um comentário

Lei federal cancela carteira de habilitação vencida há mais de 30 dias? Uma corrente no WhatsApp circula com uma notícia falsa que ...