terça-feira, 8 de dezembro de 2015

10 mortes mais estúpidas dos últimos tempos

Morrer, apesar de ser a única certeza da vida, é algo que todo mundo quer adiar, não é mesmo? Bom, mais ou menos. Tem gente que, inexplicavelmente, tenta adiantar esse processo deixar esse mundo e passar para uma melhor. E o pior de tudo, é que esses casos costuma se tratar das mortes mais estúpidas possíveis.
Como você vai ver na lista hoje, muita gente pelo mundo morreu de forma terrivelmente boba, sem a menor necessidade de correr os riscos que correm. E é exatamente isso que garantiu a eles as mortes mais estúpidas dos últimos anos.
Aliás, foram mortes tão idiotas que mereceram o Prêmio Darwin, uma premiação irônica, atribuída a pessoas que fizeram coisas muito imbecis, como os protagonistas das mortes mais estúpidas que você vai conhecer hoje. O difícil, no caso, é saber quem merecia a condecoração máxima nessa babaquice toda.
Só para você ter ideia, tem gente que se jogou em elevadores, sem que eles estivessem no andar; outras pessoas pularam em jaulas de tigres famintos, teve gente cortou a própria cabeça com uma serra-elétrica e assim por diante. Tenso, né?

Confira, abaixo, 10 mortes mais estúpidas dos últimos tempos:

10. Morreu de frio

NNP-LEE_HALPIN_FREEZE_DEATH_11.jpg
Uma das mortes mais estúpidas que se tem notícia até hoje é do documentarista Lee Halpin, em 2013. O lema dele era o sensacionalismo e, de certa forma, foi isso que o matou.
Halpin decidiu se passar por um morador de rua, em Newcastle, na Inglaterra. A intenção era investigar e viver na pele o que acontece com os mendigos daquele lugar.
Foi assim que o documentarista foi passar uma noite de inverno em umALBERGUE para sem tetos. O resultado? Ele não suportou o frio e morreu de hipotermia.

9. Morreu pela boca

9
Em 1998, Michael Gentner, de 23 anos, acabou perdendo a vida por uma grande burrice. Isso porque ele resolveu ser uma boa ideia engolir um peixe de 12 cm, ainda vivo. Fazia parte de uma aposta, travada com seus outros três amigos.
Acontece que Michael começou a sufocar e, mesmo que seus amigos tenham chamado ajuda, ele não resistiu até a chegada de uma ambulância. Os paramédicos encontraram a causa do peixe ainda batendo em sua garganta. Isso, com certeza, rendeu a ele uma das mortes mais estúpidas de todos os tempos.

8. Se explodiu

4
Outra das mortes mais estúpidas já registradas foi a de Gary Allen Banning, de 43 anos. Em 2012, ele estava na casa de um amigo, quando confundiu um frasco de gasolina com o de uma bebida. Ele nem chegou a engolir o líquido quando o cuspiu, mas não viu que sua roupa estava respingada com o combustível.
Não muito depois disso Banning decidiu fumar um cigarro.O resultado foi trágico: o homem explodiu em chamas.

7. Cortou a própria cabeça

8
Em 1996, aconteceu uma das mortes mais estúpidas e bizarras já registradas. Krystof Azninski queria ser considerado o homem mais macho da Europa. O grupo de amigos estava bêbado e, um deles, chegou a cortar o próprio é com uma serra elétrica. Para não perder a disputa, Azninski pegou a serra elétrica e cortou a cabeça.

6. Consertou o caminhão em movimento

7
Tem mortes mais estúpidas que essa? Sim, muito provavelmente, mas essa também merece o prêmio Darwin de burrice. Aliás, tudo aconteceu em 1995, em Michigan, nos Estados Unidos. James Burns, de 34 anos, resolveu consertar o caminhão do amigo, que estava em movimento.
O motivo? Queria saber de onde vinha um barulho estranho, possível de ouvir enquanto o veículo se movimentava.

5. Se enroscou nas cordas de um elevador

10
Chad Wolfe, de 31 anos, foi outro que entrou para a história das mortes mais estúpidas do mundo. Ele estava no Aeroporto Internacional de Tampa, nos Estados Unidos,  com a namorada. Conforme testemunhas ele estava bebendo e meio que “parou de raciocinar”.
Isso porque Chad forçou a porta do elevador, que não estava no andar, saltou para os cabos, envolveu os braços e as pernas em torno deles, de forma a retardar a queda até o fundo do poço. O resultado? Foi encontrado morto no outro dia.

4. Morreu esquiando

6
Por que a morte de Matthew Hubal foi uma das mortes mais estúpidas do mundo? Porque ele e os amigos resolveram fazer uma coisa estúpida, mas ele foi o que chegou mais longe. Às 3h da manhã, de uma madrugada comum de 1998,  na Mammoth Mountain, na Califórnia, ele achou legal praticar esqui-bunda com a espuma de proteção de um dos postes do local.
O que aconteceu depois? Sim, ele acabou colidindo exatamente no poste de onde ele havia retirado a proteção.

3. Ele forçou o elevador


Em 2010, foi a vez dessa cara, na cadeira motorizada, a ter uma das mortes mais estúpidas do mundo. Ele estava chegando para pegar o elevador, que já havia fechado as portas.
O que ele fez então? Em sua imensa inteligência ele usou a própria cadeira para abrir as porta do elevador e conseguiu depois de algumas tentativas. Só que o elevador não estava no andar e ele foi direto para o fundo.

2. O tigre o comeu

5
Um indiano de 20 anos teve, em 2014, uma das mortes mais estúpidas dos últimos tempos. Ele estava em um zoológico de Nova Déli, quando resolveu pular na jaula do tigre. As pessoas, em volta, tentaram avisar para ele que não era uma boa ideia, mas ele resolveu experimentar. Bom, o final dessa história você deve imaginar.

1. Ele voou com balões

1
Essa não é uma história muito recente, aconteceu em 2008; mas, com certeza, merece destaque na lista das mortes mais estúpidas do mundo. O pior de tudo é que aconteceu aqui no Brasil, com um padre chamado Adelir Antônio de Carli. Ele decidiu viajar pelos céus do Brasil amarrado a mil balões de festa, até ser desviado por um forte vento e desaparecer.
2
O corpo dele foi encontrado depois de 3 meses, já 100 km da costa de Maricá, no Rio de Janeiro. Foi um funcionário da Petrobras, que viu o corpo flutuando na água.
E por falar de mortes que aconteceram sem necessidade, leia também: Vídeo mostra morte de jovens em acidente, na Inglaterra.
Fontes: AbrilBolReal World Fatos
Postar um comentário

CONHEÇA A HISTÓRIA POR TRÁS DE UM DOS BEIJOS MAIS FAMOSOS DO PLANETA Você com certeza já viu a foto acima centenas de vezes, não é mesmo?...