terça-feira, 10 de março de 2015


7 maiores mentiras que todo mundoacredita sobre bebidas alcoólicas
destaque

Acompanhe a lista que preparamos e descubra algumas das maiores mentiras que todo mundo acredita sobre o álcool e que não passam de lendas:

Em festas, no happy hour da empresaou mesmo sozinho, para mandar embora o estresse do dia. É raro alguém que não beba “pelo menos um vinhozinho” hoje em dia, especialmente se for gente jovem, não é mesmo?
Mas, mesmo sendo algo comum ao nosso dia-a-dia, tem muita coisa mal contada sobre as bebidas alcoólicas por ai. Mitos e historinhas “da carochinha” ainda vivem sobre o assunto e o pior: um monte de gente jura que todas essa baboseiras sobre bebidas, ressaca e afins são verdades! (Clique para conhecer também mentiras mais descaradas já inventadas por Hollywood).
Mas, hoje isso vai mudar! Acompanhe a lista abaixo e confira algumas das maiores mentiras que todo mundo acredita sobre o álcool e que não passam de lendas:

1. Barriga de Chop (ou de cerveja)

1
Todo mundo conhece algum barrigudinho amante da cerveja ou já ouviu falar por aí que a breja e seu “amigo íntimo”, o chop, são os responsáveis por aquelas barriguinhas salientes, redondas e duras. Mas a verdade que é uma coisa não tem a mínima relação com a outra. Pelo menos é isso que os especialistas dizem: cerveja não dá barriga!
Claro que, como a bebida é calórica, ela pode muito bem aumentar seu peso na balança. Mas, a cerveja não é mais vilã que o bacon ou outro alimentos cheios de gordura ou açúcar, que também deixam as pessoas gordinhas. Então, só para reforçar: a quantidade de cerveja que você bebe e o tamanho de seu “buchinho”, não têm relação direta. Já com seu peso…bom, isso é outra história.

2. Não existe cura para ressaca

2
Sabe aquelas receitas de chazinhos amargos e essas coisas que sua avó ensina para ressaca? Pode desencanar que tudo isso não passa de história. Cientistas garantem que não existe cura para a ressaca! A melhor dica, segundo os especialistas é, realmente, não entornar o caneco em excesso. Mas, caso você enfie o pé na jaca, fique sabendo que há uma chance de melhorar a situação: mande para dentro um belo sanduíche de bacon!
Isso mesmo! Pesquisadores britânicos descobriram que a combinação do pão – carboidrato – com o bacon – proteína – se torna uma forma eficiente de, pelo menos, amenizar os efeitos da ressaca. Juntos, os componentes desses alimentos conseguem restaurar os neurotransmissores que a bebida te fez perder. E isso melhora muito aquele mal estar pós-bebedeira.

3. A ‘saideira’ ajuda a dormir

3
Beber antes de dormir, a verdade, não vai te fazer ter bons sonhos. De acordo coma ciência, o máximo que pode acontecer é você acordar um pouco mais tarde se sentindo a “capa do Batman”. Isso porque nas primeiras horas de sono, seu corpo se ocupa em metabolizar o álcool consumido, o que realmente pode te deixar em estado profundo de sono.
Mas, não muito tempo depois disso, seu organismo começa a ficar meio “irritado” com você – até porque o álcool é uma forma leve, mas eficiente de se intoxicar – desencadeando algumas reações não muito agradáveis, como pesadelos, roncos,dores de cabeça, problemas digestivos, suores intensos e, é claro, insônia.

4. Beber café “cura” o álcool

4
Não, o café não tem o poder de cortar o efeito da bebida alcoólica e te deixar sóbrio. Na verdade, o encontro entre as duas bebidas pode ser péssimo para você! Isso porque cafeína é um estimulante e o álcool tem propriedades depressivas. Assim, o que acontece dentro de seu corpo é uma briga pelo controle das funções e como os estimulantes sempre ganham “quedas de braço”, você acaba ficando mais desperto… mas não menos bêbado, ok?

5. Tomar aspirina antes de beber previne a ressaca

5
Quer uma dica? Esqueça esses ‘truques’ que todo mundo ensina para prevenir ressaca! Nem a tão famosa aspirina antes da bebedeira tem poder para reprimir os efeitos do álcool em seu sangue, caso você simplesmente decida que vai encher a cara!
Na verdade, o consumo desse comprimido age de outra forma no corpo, reduzindo a taxa de álcool metabolizado por seu organismo. Ou seja, não apenas ela aumenta os níveis de álcool no sangue, como também faz seus efeitos durarem mais. Então se você acorda melhor do que o normal porque tomou aspirina, provavelmente é porque você ainda está bêbado!

6. Beber para ficar aquecido

6
Não adianta entornar “baldes” de vodca, conhaque, uísque, vinho e quaisquer outras bebidas fortes para ficar quentinho no inverno. A ciência é categórica quando diz que isso não passa de enganação e que o álcool não tem poder de interferir na temperatura de seu corpo!
Na verdade, quando você se sente mais quente e ficar até vermelho por causa de uma bebida, o que acontece é que a dilatação momentânea dos seus vasos sanguíneos. E, como seu sangue fica mais perto da pele, é fácil se sentir mais quente por alguns instantes. Mas, o real efeito disso é que você está perdendo calor, uma vez que seus fluídos estão ficando mais distantes do centro do seu corpo. Cabuloso, não?

7. Dormir ajuda…

7
Não, não ajuda mesmo! Um cochilo não tem qualquer poder de curar os efeitos de uma noitada e, o pior, ainda pode te matar afogado em seu próprio vômito. Já pensou?

Pode ser que você nunca tenha ouvido falar nisso, mas vomitar deitado pode ser fatal, especialmente se a posição for de barriga para cima. Isso porque, se não tiver vasão, o vômito pode ir parar nos pulmões! Então, talvez… só talvez, seja melhor ficar acordado, não?
FONTE:http://www.fatosdesconhecidos.com.br/7-maiores-mentiras-que-todo-mundo-acredita-sobre-bebidas-alcoolicas/
Postar um comentário

MELHORE SUA ATENÇÃO: VEJA 10 ALIMENTOS QUE AJUDAM SEU CÉREBRO A RENDER MAIS Nem sempre nós conseguimos ter hábitos que nos ajudam a mant...