terça-feira, 10 de março de 2015

5 coisas cruéis que as mulheres fazem



5 – Criticar o parceiro em público
Mulheres sentem necessidade de dividir seus problemas conjugais com os outros e muitas vezes colocam o parceiro numa situação ridícula contando para as pessoas as coisas que o cara faz de errado. 

4 – Elas não revelam se estão solteiras ou comprometidas até o último momento
Você já usou de todas as suas cantadas e parece que está fazendo progresso com a linda garota que você acabou de conhecer. Quando você se sente seguro pra pedir o telefone dela, ela sorri descaradamente e diz “Eu tenho namorado”. Essa informação teria sido bem-vinda no início da conversa. Não é problema algum ela ter um namorado, mas se chegamos com cantadas e flertes, poderia facilmente deixar claro que está comprometida, não?

3 – Elas recusam sexo para “provar um argumento”
Uma coisa é não estar de bom humor, outra é usar o sexo como uma “alavanca do poder”. As mulheres entram em greve como uma forma de protesto para que tenhamos alguma mudança de comportamento, enquanto o mais fácil seria nos dizer o que há de errado e ter uma conversa civilizada. No entanto, devemos admitir que é uma técnica eficaz. É só mencionar a palavra ‘greve’ que já cedemos.

2 – Elas testam seus parceiros constantemente
Você está pronto pra sair com seus amigos quando sua namorada liga e pede pra você mudar seus planos e sair com ela. Não há nenhum motivo em especial, ela só quer você. Ela sabe que você já tinha planejado aquela pelada e churrasco com os amigos há uma semana, mas “se você realmente gosta de mim, você vem, não é?” Cilada. Ela está te testando, e isso é ridículo.

1 – Elas gostam de causar ciúmes
Por algum motivo inexplicável, algumas vezes elas descaradamente dão em cima de outros caras na sua frente só pra te deixar com ciúmes. São imaturas e manipuladoras. Vai entender.

fonte:http://www.toplista5.blogspot.com.br/2015/01/5-coisas-crueis-que-as-mulheres-fazem.html
Postar um comentário

VIDA SUBMARINA SELVAGEM: ROBÔS REGISTRAM “COME-COME”  NO FUNDO DO MAR Apesar de a maior parte dos  oceanos do planeta  continuar inexp...