sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015



Confesso que gosto de refrigerantes mesmo sabendo que eles não causam apenas cáries e adicionam calorias extras à minha dieta, mas tenho diminuído bastante o consumo de uns tempos para cá. Os cientistas descobriram que substâncias açucaradas (e mesmo não açucaradas) mudam a química básica do nosso corpo e pode levar a um aumento dos riscos de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral e câncer.
refrigerantes

1. Refrigerantes aumentam o risco de ataque cardíaco.

Investigadores de Harvard, num estudo publicado em Março de 2012 na revistaCirculation, constataram que beber apenas uma lata de refrigerante por dia está associado a um aumento de 20% no risco de um homem ter um ataque cardíaco durante um período de 22 anos.

2. Bebidas com açúcar alteram o seu metabolismo.

Um investigador da Universidade de Bangor, em Inglaterra, manteve sob observação 11 homens e mulheres saudáveis, enquanto bebiam uma bebida açucarada (cerca de 140 gramas de açúcar) todos os dias, durante quatro semanas. No estudo, publicado no European Journal of Nutrition em Junho de 2012, os investigadores descobriram que o metabolismo era alterado após as quatro semanas, tornando-se mais difícil para eles queimar gordura e perder peso. 

3. Refrigerante contêm carcinógenos ou possíveis carcinógenos.

Um carcinógeno, também chamado de cancerígeno ou carcinogénico é a qualidadedaquilo capaz de provocar ou estimular o aparecimento de carcinomas ou cancro num organismo. Um estudo independente encomendado pelo Centro para a Ciência no Interesse Público, em 2012, descobriu 4-metilimidazol, ou 4-MI, na Coca-Cola e Pepsi. O composto é utilizado na coloração destes refrigerantes, e tem sido demonstrado que adoece animais e humanos. O estudo descobriu que os níveis deste composto eram maiores do que o limite máximo permitido em alimentos. 
Outros estudos mais recentes proliferam pela Internet a um ritmo alucinante avisando para certos componentes dos refrigerantes em geral.

4. Os refrigerantes diet são 10 vezes piores.

Investigadores da Universidade de Miami descobriram uma ligação entre os adultos mais velhos que bebiam refrigerantes diet diariamente e uma chance de 44% a mais de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral. 

5. Refrigerante pode causar problemas mentais.

O Óleo Vegetal Bromado (BVO) é um composto sintetizado quimicamente a partir do óleo vegetal (de milho ou soja), ao qual é adicionado átomos de bromo, para posterior utilização na indústria alimentar e química. Na indústria alimentar é identificado como E443, e usado como agente emulsionante, para evitar a separação de fases dos diversos ingredientes sobretudo em bebidas refrigerantes e aumentar a agregação e coalescência, garantido a estabilidade da bebida. É largamente usado pelas multinacionais The Coca-Cola Company e PepsiCo em produtos como Fanta, Powerade, Gatorade e Montain Dew (dos mais vendidos em todo mundo). A substância causa desordens nervosas e perda de memória. 

6. Refrigerantes como disruptor endócrino

A ingestão de maiores quantidades de BVO (associada ao enorme consumo de refrigerantes) pode causar problemas de toxicidade devido à presença de Bromo (Br). O Bromo, pertencendo à família dos halogêneos (flúor, cloro, iodo), atua como um disruptor endócrino. O que o torna tão perigoso é o facto de este competir com os mesmo receptores que são usados para captar iodo pelo organismo. Um consumidorfrequente deste tipo de bebidas, ao estar exposto a uma quantidade tão grande de Bromo, o seu organismo não conseguirá fixar o iodo de que necessita. A falta de iodo irá provocar não só problemas na tiróide, como em vários outros órgãos. Assim pode haver um risco aumentado de câncer da mama, da tiróide, dos ovários e da próstata, estando este risco associado ao Bromide Dominance Theory. [FONTE]

7. Refrigerante está ligado à asma.

Num estudo publicado na Respirology em Janeiro de 2012, investigadores da Austrália estudaram 16.907 pessoas com idades a partir de 16 anos no sul da Austrália durante dois anos. Descobriram uma associação entre um maior risco de asma e outras doenças respiratórias com beber mais do que meio litro de refrigerante por dia. 

8. Refrigerante constrói depósitos de gordura em todo o corpo.

Um estudo dinamarquês publicado no American Journal of Clinical Nutrition, em Fevereiro de 2012, acompanhou um grupo de pessoas obesas e com excesso de peso durante seis meses. Enquanto um grupo bebia um litro de refrigerante por dia, o outro bebia leite contendo a mesma quantidade de calorias. Eles descobriram que o grupo que consumia as bebidas açucaradas acabava com uma maior quantidade de gordura no fígado e nos músculos do que o grupo do leite. Este tipo de gordura é péssimo, porque pode levar a doenças cardíacas mais tarde. 

9. Refrigerantes podem encurtar sua vida útil.

Os altos níveis de fósforo encontrados em refrigerantes de cola podem diminuir a vida útil. Num estudo, publicado no FASEB Journal, em 2010, os ratos com altos níveis de fósforo no sangue tinham encurtado a expectativa de vida em cerca de 1/4. 

10. A maioria das latas de refrigerante contém BPA.

Bisfenol A ou BPA é um difenol, utilizado na produção do policarbonato de bisfenol A, o policarbonato mais comum, e de outros plásticos. A substância é proibida em países como Canadá, Dinamarca e Costa Rica, bem como em alguns Estados norte-americanos. Desde a década de 1930 que se suspeita que seja prejudicial à saúde humana (estudos sobre estrogenicidade). Um estudo do FDA (Food and Drug Administration) de 2010 levantou preocupações quanto à exposição de fetos, bebês e crianças pequenas. 
A resina chamada BPA é utilizada para impedir que os ácidos no refrigerante reajam com o metal em latas. A substância é encontrada em toneladas de embalagens e investigadores de plástico e metal estão preocupados que ela pode interferir com as hormonas humanas. Em estudos, a substância tem sido associada à infertilidade, obesidade e alguns cânceres.
fonte:http://www.academiadosnerds.com.br/evite-os-refrigerantes-faca-isto-pela-sua-saude/
Postar um comentário

 CONHEÇA 7 PESSOAS QUE MORRERAM DE FORMA BESTA De acordo com a Organização Mundial da Saúde, entre as principais causas de morte no pla...