terça-feira, 10 de junho de 2014

10 das mais mortais e assustadoras técnicas de tortura já inventadas


A tortura tem sido uma realidade para os criminosos de guerra, prisioneiros e outros indivíduos menos afortunados. Na verdade, a coisa mais perturbadora sobre a tortura não é sua existência, mas a maneira como as pessoas têm injetado um senso pervertido de criatividade para a criação de dispositivos projetados para criar dor. 

10. Tortura com rato



Estar em um gabinete com ratos é tortura suficiente; mas, aparentemente, isso não era suficiente para a época medieval. Uma das mais sádicas de todas as técnicas de tortura envolvia uma gaiola com um lado aberto amarrado contra o corpo da vítima. Seria então ser preenchida com grandes roedores e um elemento de aquecimento que era colocado no outro lado da gaiola. O instinto natural dos roedores os levava a fugir do calor intenso. Para escapar, eles iriam cavar através do corpo da vítima, a matando lentamente.

09. A cadeira da tortura



Também conhecido como Cadeira de Judas, este era um terrível aparelho de tortura que estava presente nas masmorras da Idade Média. Usado até o começo de 1.800 na Europa, esta cadeira tinha camadas com 500 a 1.500 pontos afiados em toda a superfície com tiras apertadas para conter a vítima. Feita de ferro, ela também tinha espaços para elementos de aquecimento sob o assento. Muitas vezes era utilizada para assustar as pessoas, as forçando a dar confissões enquanto observavam os outros sendo torturados no dispositivo.

08. Sapatos de cimento


Os sapatos de cimento foram introduzidas pela máfia americana, quando eles executavam inimigos, traidores e espiões, colocando os pés dentro de blocos de concreto e, em seguida, preenchendo-os com cimento molhado. Uma vez seco, a vítima seria jogada viva em um rio ou outro corpo de água profundo.

07. Rasgador de mamas


Embora as mulheres também foram sujeitas a muitas das técnicas de tortura, esta foi projetada especificamente para elas. Usado para causar grandes perdas de sangue, as garras, que eram muitas vezes muito quente, eram colocadas sobre os seios expostos e os picos penetravam por baixo da pele. Era, então, puxado ou empurrado trazendo para fora grandes pedaços de carne.

06. Tesouras de crocodilo


Muitas vezes usado para mutilar aqueles que tentavam assassinar o rei, esta pinça de ferro era aquecida em brasa antes de ser utilizada para reprimir o apêndice da vítima.

05. Casamento republicano


Além da guilhotina e queima na fogueira, este ato de tortura era empregado por Jean-Baptiste durante a Revolução Francesa. Ele envolvia a união entre homens  e mulheres (ambos nus) e, em seguida, jogados em águas geladas para se afogar. Quando a água não estava disponível, eles simplesmente eram golpeados com espadas ou baionetas. Este era o método preferido para executar freiras e padres durante essa época.

04. A roda de ruptura


Também conhecido como Roda Catarina, este era dispositivo de tortura usado para matar lentamente a vítima. Em primeiro lugar, os membros da vítima eram amarrados aos raios de uma grande roda de madeira que, então, lentamente girava conforme a vítima era golpeada com um martelo de ferro em vários lugares. Conforme os ossos eram quebrados, a vítima era deixada na roda para morrer ou poderia ser colocada em cima de um poste alto para que as aves pudessem se alimentar enquanto a vítima ainda estava viva. Este era um método lento, e a vítima poderia demorar alguns dias para morrer. Às vezes, um golpe de misericórdia era empregado, ordenando o carrasco a desferir um golpe fatal no peito e no estômago da vítima para acabar com a sua agonia.

03. Jumento espanhol


Eis um dos instrumentos de tortura mais terríveis usados durante a Inquisição espanhola. A vítima era colocada montada nua em uma placa de madeira vertical com um V acentuado em cima dela. Depois disso, o torturador acrescentava pesos diferentes nos pés da vítima até que finalmente a cunha atravessasse o corpo da vítima.

02. Serra


Neste método, a vítima era pendurada de cabeça para baixo, de modo que o sangue corresse para a cabeça e a vítima ficava consciente durante a longa tortura. O torturador, então, literalmente serrava a vítima ao meio. A maioria era cortada somente até o abdômen para prolongar a agonia.

01. Enforcado, arrastado e esquartejado


Durante a época medieval, a penalidade por alta traição na Inglaterra era ser enforcado e esquartejado em público. Esse método foi responsável pela morte de milhares de pessoas. A vítima era arrastada em uma moldura de madeira até o local da execução. Eles então penduraram a vítima pelo pescoço por um curto período de tempo até que ela estivesse quase morta. Em seguida, a pessoa era estripada e castrada. As genitálias eram queimadas na frente da vítima, que, então, era dividida em quatro partes distintas e esquartejada (decapitada).

Via: List25
Postar um comentário

SERÁ QUE OS OVOS DE CASCA ESCURA SÃO MAIS SAUDÁVEIS DO QUE OS BRANCOS? A ideia de "não julgar um livro pela sua capa" pode func...