terça-feira, 22 de abril de 2014

5 Alimentos Que Deixarão De Existir Num Mundo Mais Quente


5 alimentos que deixarão de existir num mundo mais quente

















Os agricultores terão de tomar medidas cada vez mais drásticas e caras para lidar com as secas, geadas e constantes mudanças nas estações de crescimento, afirma um novo relatório do Painel Intragovernamental para as Mudanças Climáticas (IPCC), da ONU.

A realidade da mudança climática já atingiu fazendas, ranchos e pomares em todo o mundo, de acordo com o mesmo relatório.

Enquanto algumas culturas irão crescer melhor num mundo mais quente, o relatório constatou que os impactos negativos - incluindo danos generalizados nas colheita, colheitas menores e maior custos - superam os positivos.

O relatório prevê que os rendimentos das principais culturas alimentares como o milho, trigo e arroz serão susceptíveis de começar a diminuir em 2030 e vão continuar a diminuir em até 2 por cento numa década.

Os agricultores do futuro próximo provavelmente vão ter que tomar medidas cada vez mais drásticas e caras para lidar com as secas épicas, o calor do verão, as geadas, e a constante mudança nas estações de crescimento.

Aqui está uma olhada de cinco alimentos altamente consumidos atualmente e que poderão vir a deixar de existir num clima cada vez mais quente devido ao aquecimento global.

1. Abacates


As duras condições meteorológicas limitam a oferta de abacates. A seca e o calor podem ameaçar alguns bosques, especialmente na árida região central da Califórnia. A atual mudança climática promotora de aquecimento global pode vir a dificuldade seriamente o desenvolvimento dos abacates.

2. Amêndoas


As amendoeiras - como muitas outras frutas e nozes de árvores - necessitam de longos trechos de temperaturas de inverno estimular as flores e os botões na primavera. Muitas regiões de amêndoa atuais mal ficam frios o suficiente. O atual aumento da temperatura pode implicar o futuro encerramento de inúmeros locais de produção de amêndoas.


3. Uvas


O aumento dos temps de verão pode ser extremamente mau para estas frutas delicadas, deixando nervosos os viticultores. Certamente que ainda farão vinho durante muitos e bons anos, mas a produção dos melhores vinhos do mundo, vai ser cada vez mais desafiadora neste panorama de aquecimento global.

4. Leite


As vacas precisam de um clima frio, uma vez que a temperatura ótima para a produção de leite é entre 40 e 70 graus Farenheit, poucos são os produtores de leite que podem pagar ar condicionados. O leite não vai desaparecer, mas pode vir a existir apenas em áreas mais frias.

5. Árvore de frutas como maçãs e cerejas


Numa reviravolta contra-intuitiva, a mudança climática deixou a maçã, a cereja, e muitas outras árvores de frutos especialmente vulneráveis ​​à morte pelas geadas. Em 2012, as macieiras no norte de Nova York floresceram três a quatro semanas antes do previsto, apenas para serem duramente atingidas por uma onda de frio no fim de março. [National Geographic]
fFONTE:http://www.receitas-online.net/2014/04/5-alimentos-que-deixarao-de-existir.html
Postar um comentário

SERÁ QUE OS OVOS DE CASCA ESCURA SÃO MAIS SAUDÁVEIS DO QUE OS BRANCOS? A ideia de "não julgar um livro pela sua capa" pode func...