quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

5 alimentos a evitar para preservar o meio ambiente.

5 alimentos a evitar para preservar o meio ambiente
















Segundo diversos especialistas nos Estados Unidos existem alguns alimentos que fazem mal ao meio ambiente. 

Especialistas fizeram uma lista com os piores alimentos para quem se preocupa em preservar o meio ambiente. Conheça os alimentos que deve evitar se desejar ter refeições mais ecológicas.

1. Atum

O Thunnus thynnus, também conhecido como atum rabilho, é muito popular em restaurantes de comida japonesa. Mas a quantidade desse tipo de peixe nos oceanos está rapidamente a caír. Eles são grandes, ricos em mercúrio e durante vivem muito tempo. 

No entanto, não sobrevivem bem em cativeiro, tal como acontece com o salmão.  Desde a década de 1970, a população de atum rabilho no Oceano Atlântico caiu cerca 90%, segundo dados da Convenção Internacional para a Conservação do Atum no Atlântico.

2. Café

Segundo Stephen Madigosky, professor de ciências ambientais da Universidade Widener, o problema do café é a forma como ele é cultivado. Muitos agricultores cultivam a planta longe de sombras, com forte dependência de herbicidas, pesticidas, fungicidas e fertilizantes.

Muitas vezes, na produção do café podem mesmo ser derrubadas árvores para fazer o plantio, facto que acaba por destruir o habitat de diversas aves. De igual forma, do ponto de vista ambiental, é importante consumir apenas café orgânico.

3. Hambúrguer

Muitas vezes as indústrias destroem a floresta tropical para transformá-la em campos para criar gado. Os especialistas não têm dúvidas de que a carne e a indústria de laticínios são responsáveis por emissões de uma grande quantidade de gases de efeito estufa. 

A carne de hambúrguer costuma ser a pior. É preciso alimentar o gado com milho e soja geneticamente modificada, rica em pesticidas e que poluem a água local. São necessários cerca de 6 quilos de ração à base de grãos para uma vaca ganhar 1 quilo de carne.

Além disso, a carne fresca deve ser mantida refrigerada até que seja consumida, o que exige grandes quantidades de energia que, como sabemos, tem grandes implicações a níveis ambientais, espcificamente no que diz respeito à produção de gases de efeito de estufa.

4. Óleo de Palma

O óleo de palma é usado em metade de todos os alimentos embalados vendidos nos Estados Unidos, especialmente em biscoitos, bolachas e sopas. Mas esse óleo é a maior causa de destruição da floresta. Enormes extensões de florestas tropicais da Indonésia e da Malásia foram destruídas para dar lugar à plantação de árvores de óleo de palma. 

A destruição dessas florestas também colocou espécies como os Orangotangos-de-Sumatra e Orangotangos-de-Bornéu em perigo. Pesquisadores de Bornéu e Sumatra concluíram que se medidas drásticas na plantação não forem tomadas, as duas espécies entrarão em extinção inevitavelmente.

5. Milho geneticamente modificado

O milho geneticamente modificado destrói habitats, esgota os recursos do solo, polui o ar e a água, contamina as variedades de milho nativas, entre outros problemas. Mata as abelhas, reduz a biodiversidade, e requer um processamento excessivo para transformá-lo em xarope de milho rico em frutose, um ingrediente encontrado em alimentos industrializados.

- See more at: http://www.receitas-online.net/2014/02/5-alimentos-para-preservar-ambiente.html#sthash.ViNqn3hX.dpuf
Postar um comentário

SERÁ QUE OS OVOS DE CASCA ESCURA SÃO MAIS SAUDÁVEIS DO QUE OS BRANCOS? A ideia de "não julgar um livro pela sua capa" pode func...