quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

ALERGIAS ALIMENTARES: CAUSAS, SINTOMAS E TRATAMENTO


Alergias alimentares: causas, sintomas e tratamento

Quais são as alergias alimentares mais comuns? Os alimentos que produzem reações mais alérgicas em adultos incluem peixes, camarão, lagosta, caranguejo, amendoim, ovos e nozes. 

As reações alérgicas em crianças que ocorrem mais comummente são causadas por ovos, leite, trigo e amendoim.

Uma verdadeira alergia alimentar é uma resposta anormal do sistema imunológico a certos alimentos. No entanto, nem todas as reações a alimentos são alergias. Quando se tem uma reacção que não envolve o sistema imunológico, essa reacção é chamada de intolerância alimentar.

Por exemplo, se você não tem enzima lactase em níveis suficientes, será difícil para si digerir a lactose, o principal açúcar dos produtos lácteos. A intolerância à lactose pode causar inchaço, cólicas, diarreia e excesso de gases.

Se você tem uma intolerância alimentar, você pode ser capaz de comer um pouco do alimento problema com segurança. No entanto, se você tem uma alergia alimentar verdadeira, mesmo uma pequena quantidade de alimento pode desencadear uma reação alérgica.

Os sintomas da alergia alimentar podem começar com poucos minutos de digestão. Algumas reações alérgicas são problemáticas, mas não ameaçadoras. No entanto, algumas alergias podem até ser letais.

Os sintomas mais comuns de alergias alimentares são: um formigamento na cavidade oral, prurido, urticária, eczema, edema facial e oral, dificuldade para respirar, chiado no peito, congestão nasal, dor abdominal, diarreia, náuseas, vómitos, tonturas e desmaios.

Se tiver uma reacção grave conhecida como anafilaxia, os sintomas perigosos são: estreitamento das vias aéreas respiratórias, choque, queda dramática da pressão arterial, pulso rápido e ficar inconsciente. Se você tiver algum destes sintomas, procure assistência médica imediata.

Se você tiver anafilaxia, você pode precisar de uma injeção de adrenalina. Se você tiver uma alergia grave, o seu médico pode prescrever um injetável que você pode carregar para todo o lado. O exercício pode desencadear uma reação alérgica a um alimento. 

Em casos graves, pode causar anafilaxia. Esta alergia pode ser contornada, evitando ingerir alimentos duas horas antes do exercício. Há uma síndrome de alergia oral causada por algumas frutas e legumes frescos. A reação é geralmente leve e provoca coceira ou formigamento na boca.

As alergias, como a febre do feno, são comuns em contexto familiar. Uma criança que tem um dos pais com uma alergia tem uma chance de 50% de desenvolver uma alergia. Se ambos os pais sofrem de alergias, a criança tem uma chance de 70% de desenvolver uma alergia.

A única maneira infalível para evitar alergias alimentares é ficar longe de alimentos que o incomodam. Para alergias leves, você pode tomar anti-histamínicos para controlar a sua reação e ajudar a aliviar o desconforto.

Se você tem uma alergia alimentar, aqui estão alguns conselhos :

  • Estude todos os rótulos dos alimentos.
  • Assista a tudo o que você comer e beber com cuidado para garantir que os alimentos problema não estão escondidos nas suas refeições. Isto é especialmente importante em restaurantes.
  • Se você tiver uma alergia grave, deve usar uma pulseira de alerta médica com informações sobre a sua condição para ajudar técnicos de emergência médica se você não puder falar. Além disso, fale com o seu médico para carregar adrenalina injetável.
  • Se você tem asma, tenha cuidado com sulfitos. Nos restaurantes, pergunte se os sulfitos foram adicionados aos alimentos. No supermercado, verificar os rótulos para os termos bissulfito de sódio, bissulfito de potássio, sulfito de sódio, dióxido de enxofre e metabissulfito de potássio. [Livescience]
- See more at: http://www.receitas-online.net/2014/01/tudo-sobre-alergias-alimentares.html#sthash.k1r4GefU.dpuf
Postar um comentário

SERÁ QUE OS OVOS DE CASCA ESCURA SÃO MAIS SAUDÁVEIS DO QUE OS BRANCOS? A ideia de "não julgar um livro pela sua capa" pode func...