domingo, 24 de novembro de 2013

5 surpreendentes semelhanças que nós temos com os povos pré-históricos


Não há época mais envolta em mistérios do que a pré-história. A razão é bem simples 
 tudo nesse período ocorreu antes da invenção da escrita e nossos antepassados não
 foram muito competentes em nos deixar pistas sobre como eles viveram durantes
 aqueles tempos imemoriais. Felizmente, graças à persistência dos arqueólogos e aos
 avanços da ciência, hoje nós podemos olhar com mais clareza através das névoas do
 tempo e temos uma visão mais ampla sobre a vida dos povos pré-históricos; para nossa
 surpresa, eles tinham muitas semelhanças com o nosso jeito de viver.

Nota: Nesta lista, "povos pré-históricos" refere-se a todas as pessoas que viveram antes
 da invenção da escrita formal.
1 – Cirurgia cerebral
Cirurgia cerebral é uma especialidade médica recente. Por causa de nosso conhecimento
 avançando em psicologia e neurociência, a ideia de que um transtorno mental, trauma
 ou doença neurológica possa ser tratada por alguns ajustes em nosso cérebro é tida
 como normal e corriqueira. Obviamente, trata-se sempre de uma intervenção arriscada,
 uma vez que o cérebro é um órgão extremamente complexo e delicado. Essa
 delicadeza e complexidade do cérebro sugerem que a cirurgia cerebral só possa ter
 êxito através do conhecimento e da tecnologia modernas.

No entanto, a cirurgia cerebral pode ser mais antiga do que muitas pessoas pensam.
 Há evidências de que nossos ancestrais pré-históricos realizavam cirurgias no cérebro
 para curar dores de cabeça e convulsões e a maioria das descobertas sugere que eles
 foram bem sucedidos nesse procedimento.

surgery
O Dr. Giorgo Sperati, um historiador médico que estudou centenas de craniotomias feitas
 ao longo da história, observou que metade dos pacientes pré-históricos que se submeteram
 a essa cirurgia primitiva sobreviveram e viveram anos após a cirurgia, essa afirmação é
 baseada pelo crescimento do tecido ósseo ao redor da área dos crânios que foram
 operados. Os arqueólogos afirmam que estas cirurgias foram realizadas tão cedo quanto
 o ano 8000 antes de Cristo. Para colocar isso em perspectiva, a última Idade do Gelo
 chegava ao fim por essa época.


2 – Brinquedos sexuais
Brinquedos sexuais são um tema que muitos preferem não falar, apesar disso, só no
 Estados Unidos, eles movimentam 15 bilhões de dólares por ano. Esses cifrões deixam
 bem claro que a indústria dos brinquedos sexuais atingiu profundamente seu público alvo.

sextoy
Embora seja óbvio que o sexo tenha sido nosso companheiro desde os primórdios do
 homem, pode  ser uma surpresa descobrir que os brinquedos sexuais também já eram
 usados ​​durante o Paleolítico. Uma peça polida e alongada de siltito [ imagem acima ] 
 encontrada em uma caverna na Alemanha, sugere que as mulheres do início da nossa
 aventura por este planeta, gostavam da ideia de dar prazer a si mesmas com certos
 brinquedinhos. A peça mede 20 centímetros de comprimento e 3 centímetros de diâmetro.
 De acordo com os cientistas, além dos fins sexuais, o objeto fálico pode ter sido utilizado para usos secundários, como para acender o fogo, com o perdão do trocadilho infame.
3 – Drogas
Se você imaginou nossos ancestrais da Idade do Gelo levando uma vida pura e limpa, livre
 das drogas que tanto devastam os nossos dias, você pode ser surpreendido. Como muitas
 pessoas hoje em dia, as pessoas pré-históricas também gostavam de drogas recreativas.
 Em uma escavação arqueológica na ilha caribenha de Carriacou, foram descobertas
 tigelas de cerâmica e tubos que eram usados ​​para inalar vapores e pós 
alucinógenos. A coisa surpreendente é que o processo pelo qual nossos distantes 
antepassados se drogavam é muito semelhante à forma usada pelos usuários
 modernos. Os arqueólogos acreditam que os povos pré-históricos, semelhante
 a algumas culturas atuais, usavam as drogas com o objetivo de alcançar um estado
 de transe para fins espirituais.

cavemandrugs 
4 -  Cães de estimação
Cerca de 37 por cento dos lares americanos, aproximadamente 43 milhões de pessoas,
 possui um cão. Na Europa, a proporção é de uma em cada 4 famílias. São números que
 bastam para afirmar que os cães como animais de estimação, são muito importantes
 para os seres humanos modernos. Talvez seja porque em nosso mundo atual cheio de
 coisas tristes e alienantes, um companheiro canino pode dar-nos uma conexão com a 
alegria e com a  realidade. Os cães são tão amados por seus donos, que o proprietário médio
 de um cão gasta cerca de mil dólares por ano, para garantir todos os cuidados que
 seus animais merecem.

Antes, se pensava que os cães eram vistos mais como animais de trabalho na nossa
 pré-história, entretanto, a ciência provou o contrário. Há boas evidências arqueológicas
 sugerindo que semelhante aos cães de hoje, os nossos amigos caninos pré-históricos 
também foram amados como animais de estimação pelas famílias, durante os tempos antigos.

dogs
Fósseis de cães da Sibéria Oriental foram encontrados em vasos funerários feitos
 especialmente para eles. Os conteúdos estomacais revelaram que os animais tinham
 sido alimentados com frutos do mar. Eles até mesmo foram enfeitados com
 joias por seus proprietários. Esses fósseis, com cerca de 33 mil anos de idade, provam
 que a nossa ligação cultural com os cães vem de muito, muito tempo atrás.

Não deixe de ler: 10 equívocos comuns sobre os homens das cavernas


5 – Festas  com cerveja
Nosso amor pela cerveja é fenomenal. Ela é nossa companheira em quase todas as ocasiões,
 desde festa de batizado até festa de casamento, sem esquecer a latinha que nos
 acompanha durante uma partida de futebol.

Servir cerveja em ocasiões festivas não é um hábito recente na história. Pesquisas mostram
 que alguns povos pré-históricos também consumiam cervejas em certas festividades.
 No ano passado, os arqueólogos descobriram um sítio no Chipre que era usado por
 nossos ancestrais para preparar cervejas e realizar cerimônias religiosas.

Göbekli_Tepe_Urfa-1
A antiga cervejaria funcionava à quase 11.000 anos atrás e tinha todo o equipamento
 necessário para se fazer uma boa loirinha primitiva. Os cientistas acreditam que a
 cerveja pré-histórica tinha uma função importante no fortalecimento dos laços de
 amizade entre as antigas comunidades, muito semelhante ao papel que a bebida 
 desempenha na sociedade atual.
Postar um comentário

TALVEZ DESCONHEÇA SOBRE OS BURACOS NEGROS 1 – Eles não foram descobertos por Einstein Apesar de muita gente associar a descoberta dos ...