quinta-feira, 15 de agosto de 2013


Eliminar os pés de galinha naturalmente.

Com o passar dos anos nosso corpo sofre modificações, devido ao desgaste do tempo, especialmente a nossa pele. Além da passagem dos anos, uma das maiores causas dos pés de galinha é o hábito de fumar. Mas fique tranquilo(a) pois hoje você vai ver como evitar e combater os pés de galinha.
eliminar os pés de galinha naturalmente
Eliminar os pés de galinha naturalmente








Abacate
O abacate é um ótimo remédio para remover os pés de galinha, pois é rico em vitaminas e minerais que relaxam a pele e reforçam o tecido. Você só precisa aplicar um creme de abacate na área:
Amasse 2 colheres de abacate e aplique na área a ser tratada.
Abacate com óleo de amêndoas: Misture 5 gotas de óleo de amêndoa com 2 colheres de sopa de abacate, aplique essa mistura na área e deixe por 20 minutos, depois lave.
Frutas cítricas
As frutas cítricas contêm uma ótima quantidade de vitaminas que ajudam a fortalecer a pele.
Misture um pouco de suco de limão com laranja e aplique com uma massagem suave. Evite que o suco caia em seus olhos, deixe por 5 minutos e depois lave com bastante água.
Misture uma colher de chá de suco de limão com uma de glicerina, aplique na área afetada e deixe por alguns minutos, depois lave com bastante água.
Aloe vera
Um dos melhores remédios para remover os pés de galinha é a aloe vera. Você deve simplesmente aplicar o gel do interior da folha da planta na área, e deixe.
Leite
O leite é sem dúvida um produto rico em nutrientes e ácidos que limpam as camadas mais profundas da epiderme. Molhe uma bola de algodão com leite e aplique sobre a pele.
Óleo de rícino
Aplique algumas gotas de óleo de rícino em suas mãos e massageie a região ao redor dos olhos, com ênfase nos cantos.
Misture uma colher de óleo gergelim com óleo de rícino, aplique em seu rosto e deixe que sua pele absorva.
Evitar ou combater as rugas não é uma coisa tão difícil, e com essas você conseguirá isso facilmente.
Postar um comentário

VIDA SUBMARINA SELVAGEM: ROBÔS REGISTRAM “COME-COME”  NO FUNDO DO MAR Apesar de a maior parte dos  oceanos do planeta  continuar inexp...