sábado, 18 de maio de 2013


A Farsa da águia que se renova

Vira-e-mexe esse texto aparece em nossas caixas de entrada e, na maioria das vezes, ainda vem em uma chatíssima apresentação de Power Point! Essa é mais uma história usada para levantar a auto-estima do pessoal e que, geralmente, a gente ouve nas palestras motivacionais por aí!
Resumindo: Tirando as imagens lindas que acompanham o slide, o texto mostra que devemos fazer como as águias que, depois viver 40 anos, se recolhe na sua solidão, arranca todas as suas penas e quebra o seu bico. Depois de fazer essa "atrocidade" com ela mesma, a águia renasce com novas penas e novo bico e começa tudo de novo!

Incrível né? Porém, irreal!

Lendo o texto, algumas perguntas vêm à mente:

Quantos anos vive uma águia?

O texto não especifica o tipo da águia, também não diz qual o país em que ela vive. Isso é normal nos boatos que circulam pela web: textos que não são muito específicos, que não informam com exatidão. O fato é que no Brasil, temos a águia-pescadora, ou pesqueira e ela vive 30 anos, em média. Aliás, essa é a média de vida de todas as águias conhecidas no mundo.

As águias arrancam as próprias penas?
Essa história de que ela arranca todas as penas do corpo não foi comprovada pela ciência. Esse mito pode ser desmentido em vários sites especializados em aves. Um deles é oCentro de Estudos Ornitológicos, onde o editor Luiz Fernando de Andrade Figueiredo afirma, sem sombra de dúvidas, que essa história é falsa.
Também podemos nos apoiar no artigo do presidente da APF (Associação Paulista de Falcoaria), André Bizutti. André conta em seu texto que a águia, assim como a maioria das aves, troca as suas penas gradativamente ao longo de sua vida e essa troca se dá uma vez por ano, entre a primavera e o verão.
Quanto ao seu bico, ela também não tem esse "costume" de quebra-lo. O bico cresce constantemente e a águia o apara naturalmente, enquanto come as suas presas. Além disso, uma ave não conseguiria ficar tantos dias sem se alimentar, como afirma o e-mail.
O que apuramos em nossas pesquisas é que não só a águia como nenhum outro animal no planeta (com a exceção de alguns humanos esquisitões!) pratica a automutilação. A perda de penas e quebra de unhas e bico pode acontecer com algum bicho que esteja preso em cativeiro e/ou sofre uma enorme quantidade de estresse. Na natureza, ou seja, o bicho solto em seu habitat natural nunca se mutila, ainda mais para se renovar, como afirma o texto!
 Outro trecho do e-mail afirma que a águia, em determinada época de sua vida, se recolhe em um ninho solitário para começar o seu processo de renovação. Só pra constar: as águias são criaturas solitárias por natureza, portanto, mais uma derrapada do autor.

E como surgiu essa história?

É possível que o autor desse texto, que tem versões em inglês e francês, tenha se baseado em duas fontes:

Uma delas é a bíblia. Em Salmos, capitulo 103, versículos 3, 4 e 5, há uma trecho que diz o seguinte:

… Ele é quem perdoa todas as tuas iniqüidades;

… quem farta de bens a tua velhice, de sorte que a tua mocidade se renova como a da águia…

E no Livro de Jó, capitulo 39, versículo 27:

Ou se remonta a águia ao teu mandado, e põe no alto o seu ninho?

E a outra fonte de inspiração para a criação dessa história pode ter sido a mitologia grega, com a famosa história da Fênix, uma ave muito parecida com a águia, que depois de morrer queimada renasce das cinzas, para morrer novamente no dia seguinte e renascer de novo!

Abaixo, uma das versões em PPS:
Fonte:http://supersogra.blogspot.com.br/2013/05/a-farsa-da-aguia-que-se-renova.html
Postar um comentário

MELHORE SUA ATENÇÃO: VEJA 10 ALIMENTOS QUE AJUDAM SEU CÉREBRO A RENDER MAIS Nem sempre nós conseguimos ter hábitos que nos ajudam a mant...