segunda-feira, 25 de março de 2013



Curiosidades sobre o filme "O Chamado" (2002)


Uma menina com poderes paranormais que não conseguia controlar. Um assassinato cruel, executado pela própria mãe. Um poço que serviu de prisão por sete dias até sua morte. A vingança em forma de fita de vídeo. A história de Samara Morgan é sombria e dolorosa. Há quem simpatize com ela, há quem a odeie, mas uma coisa é certa: o filme O Chamado foi um grande sucesso de público e crítica, e até hoje é muito admirado como um dos maiores sucessos do terror dos tempos atuais. Ele é o grande protagonista do post de hoje do Medo B.


O Chamado se baseia no romance Ringu, de Kôji Suzuki, inspirado em uma lenda urbana oriental e no filme de mesmo título dirigido em 1998 por Hideo Nakata.

Para interpretar a jornalista Rachel Keller, inicialmente estavam cotadas as atrizes Nicole Kidman, Jennifer Connelly, Julianne Moore, Jodie Foster e Julia Roberts. Nicole e Julianne não aceitaram porque estavam, na época, gravando o filme The Hours. Jennifer recusou o papel por motivos desconhecidos. Jodie, como havia terminado de gravar Panic Room e havia entrado em férias, nem sequer recebeu um convite oficial da produtora. Julia, por sua vez, já havia sido convidada para dois trabalhos, naquele período. Foi então que Gore Verbinski, após assistir o filme Mulholland Drive, se lembrou de Naomi Watts e a convidou. Naomi, então, aceitou o papel.

O ator Chris Cooper inicialmente iria fazer uma pequena participação em O Chamado, como um assassino de crianças. Porém, apesar de rodar suas cenas e ter seu nome incluído nas primeiras versões do material promocional do filme, o ator não aparece em nenhuma cena do longa-metragem.

Não há créditos de abertura em O Chamado.

Alguns frames do vídeo foram inseridos no próprio filme, de forma subliminar.

Sutis imagens de círculos, nas suas mais diversas formas, estão presentes no decorrer do filme.

Estão presentes, em O Chamado, várias referências visuais a filmes dirigidos por Alfred Hitchcock, como Janela Indiscreta, Psicose e Trama Diabólica.



O Chamado foi bem aceito pela crítica, recebendo diversos elogios, além de ter sido considerado muito superior ao original japonês Ringu.

O Chamado também teve boa aceitação do público, rendendo ao estúdio aproximadamente 130 milhões de dólares, além de ter ficado por oito semanas nas salas de cinema como um dos dez filmes mais assistidos de 2002.


Um dos únicos pontos em que O Chamado recebeu críticas negativas foi pelo seu final, o qual foi considerado confuso pelo público. Um meio de entender o final é revendo o filme prestando bastante atenção nas cenas em que a repórter faz uma cópia da fita para seu ex-marido.

Devido a excelente recepção da crítica e do público, diversos outros filmes, como Dark Water e The Skeleton Key, se aproveitaram do sucesso de O Chamado e foram lançados com o seguinte slogan: "Dos mesmos criadores de O Chamado".


Leonardo DiCaprio, Brad Pitt e Peter Sarsgaard foram os principais nomes cotados para interpretar o ex-marido de Rachel, o irresponsável e inconsequente Noah Miller. O papel, porém, foi dado a Martin Henderson.

Outra atriz de difícil escalação foi a intérprete da vilã Samara Morgan. Gore Verbinski queria, no começo, uma atriz-mirim desconhecida, mas, como não encontrou uma atriz adequada para o papel, escolheu Daveigh Chase, que até aquela época havia tido poucos trabalhos. Daveigh, apesar da pouca idade, foi considerada por Verbinski muito madura para o papel. 

Na continuação de O Chamado, a atriz foi substituída por Kelly Stables, apesar de ter seu nome creditado no final.

Após O Chamado, outros filmes orientais ganharam versões no ocidente. Bons exemplos sãoThe Grudge e Dark Water, sendo esse último, uma regravação de outro filme de Hideo Nakata, o diretor de Ringu.

Daveigh Chase utilizou uma pesada maquiagem para viver Samara em sua fase maligna. Durante as filmagens, a equipe a considerou uma nova Regan, personagem do clássico do horror de 1973, “O Exorcista”.

No DVD brasileiro de O Chamado, nos bônus especiais, é encontrado um extra, chamado: “Não veja isso”. Na verdade, esse extra do DVD conta com cenas deletadas do filme, como a morte do dono da pousada e o final do filme que não foi utilizado pela produtora, em que Rachel está no carro com seu filho contando o que aconteceria dali para frente com os dois e com quem assistisse ao vídeo de Samara Morgan. O final alternativo lembra muito o final de Ringu.

O número da porta do apartamento de Rachel é 601, está rodeado por um círculo e 6+0+1= 7, os dias de vida que uma pessoa tem após assistir o vídeo.

O farol da ilha Moesko – “Moesko Island Lighthouse” – na verdade se encontra em Newport (Oregon, EUA), foi construído em 1873 e seu nome verdadeiro é “Yaquina Head Lighthouse” e segue em funcionamento.

O site onde Rachel busca informações sobre Anna Morgan e a ilha Moesko éhttp://www.moeskoislandlighthouse.com e atualmente ainda se encontra em funcionamento.

Para promover O Chamado antes de sua estreia, a produtora distribuiu em diferentes eventos culturais, concertos e etc, cópias da “fita assassina”, além de criar várias páginas na web para dar-lhe mais credibilidade. Quando o filme estreou, todas as páginas desapareceram e a produtora negou qualquer vinculação.

No início do filme, quando começa a sequencia de “Dreamworks Pictures”, podemos ver o reflexo da lua na água, que depois passa a ser o “D” de “Dreamworks” e depois transforma-se durante alguns segundos no círculo de O Chamado.

As sombras projetadas pelos atores foram, propositalmente apagadas do filme, para perturbar de maneira inconsciente a percepção das imagens.

No roteiro original, havia uma cena em que Noah volta à cabana de Shelter Mountain numa canoa; nela, descobre o cadáver do dono do complexo de cabanas, que viu a fita, mas não gravou outra. 

As outras fitas VHS que estão junto com a fita assassina na estante da cabana de Shelter Mountain, são: Shattered (1991), Scent of a Woman (1992), Spontaneous Combustion (1989), Yor, the Hunter from the Future (1982), Sodom and Gomorrah (1962), The Looking Glass War (1969), Visions of a New World (1995), Family Plot (1976), Steel Magnolias (1989), Man from Snowy River, The (1982) e School Ties 
(1992).


Algumas cenas foram, ao que parece, gravadas novamente ou bem suprimidas, devido a reação do público nos “test screenings”;  como por exemplo: o suicídio no banheiro era muito mais grave, o assassinato de Samara era muito mais brutal, pois se incluía uma paisagem pesada, golpes e espancamento por parte da mãe de Samara, a sacola plástica em sua cabeça e depois o poço.


A estética de muitas das imagens de O Chamado (especialmente as sequências da fita de vídeo) tem uma influência surrealista.

Se empregam técnicas subliminares ao decorrer do filme. Por exemplo, na transição entre a cena do barco com os cavalos e aquela em que Rachel vai até a granja de Anna Morgan. Ali se tem o vislumbre de uma imagem durante uma fração de segundo.

As imagens da fita de vídeo foram tiradas diretamente das do filme original.

Daveigh Chase, a Samara Morgan, dublou a menina Lilo, no filme “Lilo e Stitch.

O Chamado, em inglês se chama “The Ring” e é assim porque a onomatopeia de uma chamada telefônica, em inglês, é “ring”. 


Seguido por O Chamado 2 (2005).

O Chamado 3D - O Recomeço, o terceiro filme da franquia, tem sua estreia marcada para 26/10/2013 e traz Abgail Droeger no papel de Samara Morgan e Anne Hathaway como protagonista.

Post by: Loucifre
Siga no twitter: @loucifre

Bons Pesadelos...

Postar um comentário

CONHEÇA A HISTÓRIA POR TRÁS DE UM DOS BEIJOS MAIS FAMOSOS DO PLANETA Você com certeza já viu a foto acima centenas de vezes, não é mesmo?...