terça-feira, 26 de março de 2013




20 Curiosidades Incríveis Sobre O Espaço E O Sistema Solar



Fizemos uma lista surpreendente sobre o universo algumas você não sabia. Vejam:

Atração fatal, ou melhor, gravitacional


Os planetas não saem de sua órbita porque o Sol exerce sobre eles uma força chamada atração gravitacional. Se ela não existisse, os planetas do Sistema Solar vagariam pelo Universo. Além disso, cada planeta tem uma força gravitacional que o mantém no mesmo lugar.


É gol!


A última vez que um asteroide passou bem perto da Terra foi em 1908. Ele tinha o tamanho de um campo de futebol e explodiu na atmosfera da Terra, destruindo uma área de 2 mil quilômetros quadrados da Sibéria.

Água em Marte


Os cientistas há muito tempo procuram vida fora da Terra, mas até hoje eles não conseguiram comprovar nada. Mas isso não quer dizer que seja impossível, pois o universo é imenso e sabemos bem pouco sobre ele.
Os vestígios de água em Marte, por exemplo, podem indicar que naquele planeta um dia existiu vida. E, quando falamos em vida extraterrestre, isso não quer dizer que iremos encontrar seres verdinhos ou cinzas de olhos vermelhos, mas micróbios, bactérias e outros microorganismos

Tem alguém aí?


Em 1974, cientistas Porto Rico (México) enviaram, por radiotelescópio, um programa de 3 minutos de duração para o aglomerado estelar de Hércules (foto acima). A mensagem só vai alcançar o local daqui a uns 15 mil anos!

Olha lá!


Existem galáxias que podem ser vistas a olho nu, como a Grande Nuvem de Magalhães e Andrômeda (foto). Isso só acontece em algumas épocas do ano. Outras galáxias que estão mais distantes e não brilham tanto são vistas só com a ajuda de lunetas ou telescópios.

Brilha muito


Vênus é o planeta do Sistema Solar mais brilhante de todos. Isso porque sua atmosfera reflete muito a luz solar. Foi por causa desse brilho intenso que ele recebeu o nome da deusa romana do amor e da beleza. Além disso, podemos ver esse planeta aqui da Terra: ele é a estrela mais brilhante do céu.

Só mais um


O Sol está tão distante da Terra que a sua luz demora 8 minutos e 18 segundos para chegar aqui. O astro-rei, aliás, é só mais uma estrela no meio de outras 200 bilhões que existem na nossa galáxia.

Gira-gira intergalático


Os telescópios da Nasa (agência espacial americana) e da ESA (agência espacial europeia)  descobriram recentemente uma estrela a 160 mil anos-luz da Terra que gira a 1,6 milhão de quilômetros por hora.
É a maior velocidade já registrada para esse tipo de astro. Os cientistas acreditam que ela gira tão rápido porque pode ter incorporado massa e energia de outra estrela, que já explodiu. Ela foi batizada de VFTS 102.

Brisa quente


Em 1995, os cientistas descobriram o primeiro planeta a orbitar uma estrela fora do Sistema Solar. Chamado de 51 Pegasi b, ele é um planeta gigante, muito quente (com temperatura média de mil graus celsius) e gasoso.

Queijo


A superfície da Lua tem várias crateras de impacto. Elas se formaram quando asteroides colidiram na superfície lunar há milhões de anos. Ao contrário da Terra, ela não possui uma atmosfera para frear ou desintegrar os meteoros.
Por isso, eles atingem o solo lunar com força total, causando buracos que variam de acordo com a dimensão e a forma de cada um.

Este número não existe


A primeira transmissão de uma mensagem para o espaço foi em 1962. O satélite soviético Yevpatoria emitiu algumas palavras para possíveis moradores do planeta Vênus. E nada de resposta.

Cheio de joias


Os anéis de Saturno são faixas de minúsculos pedaços de gelo, grãos de poeira e rochas de diversos tamanhos. Ainda não se sabe como surgiram. Talvez sejam restos de uma lua destruída. Outra ideia é que os anéis são o que sobraram da formação do planeta. Eles formam uma faixa tão grande que caberiam cinco Terras ali, colocadas lado a lado.

Estrela gigante


A maior estrela do universo já conhecida é a estrela VY Canis Majoris com a dimensão de 2,9 bilhões de quilômetros. Só para ter noção do tamanho, se comparada ao nosso Sol, ela tem quase duas mil vezes mais massa.

Possíveis lares


No universo, existem bilhões de planetas ainda não descobertos que podem ser habitáveis. Já foram encontrados muitos candidatos a Super-Terras – planetas com possibilidade de ter alguma forma de vida, como o Kepler 22-b. 

Ilusão espacial


Algumas estrelas que observamos no céu podem já não existir mais. A maioria delas vemos com milhares de anos de atraso.
O Sol é a estrela que está mais perto do planeta Terra. Só que, mesmo assim, ele está muito longe da gente! Se o astro-rei explodisse, por exemplo, demoraríamos cerca 8 minutos para percebemos isso.

É um planeta!


Urano foi o primeiro planeta descoberto com a ajuda de um telescópio, em 1871. Antes disso, os cientistas pensavam que ele era uma estrela no céu.

Não é um planeta...


Até 2006, Plutão era considerado um dos planetas do Sistema Solar. Mas os astrônomos concluíram que ele é pequeno demais para ser um planeta.
Por isso, ganhou o título de planeta anão. Existem outros anões no Sistema Solar e alguns deles podem até ser maiores que Plutão. Na foto acima, o anão é comparado à Lua da Terra. Ele é bem menor!

Chuvas riquíssimas


Netuno é o planeta que fica mais longe do Sol. A cor azul não tem nada a ver com oceanos, mas com nuvens de gás. Os cientistas acreditam que podem ocorrer chuvas de diamantes em Netuno.
A atmosfera densa e a pressão podem alterar a estrutura química dos gases, fazendo com que parte deles se transforme em diamantes! 

Adeus, tudo!


Buraco negro é uma região onde a gravidade é tão forte que suga tudo o que está à sua volta. Ele se forma quando o núcleo de uma estrela explode.

Que tal escalar?


O maior vulcão conhecido está, acredite, em Marte. Ele foi batizado de Monte Olimpo e é três vezes mais alto que o nosso Monte Everest.

Fonte: Recreio
Postar um comentário

VIDA SUBMARINA SELVAGEM: ROBÔS REGISTRAM “COME-COME”  NO FUNDO DO MAR Apesar de a maior parte dos  oceanos do planeta  continuar inexp...