segunda-feira, 5 de novembro de 2012


Nuvem de lixo ameaça estação espacial internacional


Uma nuvem de lixo espacial pode ameaçar a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). A informação foi divulgada pelo setor espacial russo, que conseguiu acoplar, nessa quinta-feira (25), a cápsula espacial Soyuz à ISS. A nuvem foi causada pela explosão, no dia 16 de outubro, da unidade de aceleração de um foguete Proton-M, também, russo. O foguete foi lançado em agosto e deveria ter colocado dois satélites de telecomunicações em órbita.
De acordo com a agência espacial americana (Nasa), essa é uma das maiores nuvens de lixo espacial registrada nos últimos anos. Atualmente, pelo menos, mais de 21 mil objetos com mais de 10 centímetros orbitam o planeta Terra.
A ISS é um laboratório espacial em construção desde 1998, fruto de uma parceria entre as agências espaciais de países europeus, Estados Unidos, Rússia, Japão, Brasil e Canadá. A estação encontra-se entre 340 km e 353 km, na região chamada de “órbita baixa”, e viaja a uma velocidade média de 27,7 mil km/h, completando 15,77 órbitas por dia.
Fotos: Nasa/JPL/UCSD/JSC.
Postar um comentário

MELHORE SUA ATENÇÃO: VEJA 10 ALIMENTOS QUE AJUDAM SEU CÉREBRO A RENDER MAIS Nem sempre nós conseguimos ter hábitos que nos ajudam a mant...