sábado, 27 de outubro de 2012



Garota morre após tomar energético nos Estados Unidos



Uma empresa de bebidas energéticas está sendo processada pela família de uma menina de 14 anos que morreu depois de tomar duas latas de seu produto. Anais Fournier, que vivia com sua família em Maryland, nos EUA, teria sofrido um ataque cardíaco causado pela "toxicidade da cafeína" contida no energético "Monster", sengundo informa o Sun.

A jovem, que tinha um distúrbio capaz de enfraquecer seus vasos sanguíneos, morreu dois dias antes do Natal do ano passado, depois que a bebida afetou a capacidade de seu coração bombear o sangue.

Sua família está processando a Monster Beverage Corp que, também, é investigada pela FDA (agência que regula o mercado de alimentos e medicamentos nos EUA). O órgão relata que cinco mortes e um ataque cardíaco não fatal teriam ligação com a bebida energética.

Uma lata de 700ml do energético Monster Energy contém 240 miligramas de cafeína - número três vezes maior do que o seu concorrente, o Red Bull.

Os pais de Anais, que vivem em Hagerstown, Maryland, EUA, afirmam que a empresa não alerta os consumidores sobre os riscos de consumir seus produtos. Sua mãe Wendy Crossland disse: "Eu fiquei chocada ao descobrir que a FDA pode regular a quantidade de cafeína de uma lata de regriferante, mas não a dessas bebidas energéticas enormes".
Lata de energético com 700ml contém 240 miligramas de cafeína | Foto: Reprodução Internet

"Com suas cores brilhantes e nomes como Monster, Rockstar, Full Throttle, essas bebidas são voltadas para adolescentes sem supervisão ou prestação de contas", acrescentou. "Essas bebidas são armadilhas mortais para jovens, meninas e meninos em desenvolvimento, como a minha filha", completou.

A Monster Beverage Corp, que domina quase 39% do mercado de bebidas energéticas dos EUA, viu suas ações despencarem 16%, nesta segunda-feira.

Embora a FDA esteja investigando as alegações de que o energético Monster contenha grande quantidade de cafeína, a agência disse que os relatos não provam que a bebida tenha causado mortes ou ferimentos. "Como acontece com todos os relatórios de uma morte ou ferimentos, a agência recebe, levamos muito a sério e investigamos com diligência", disse a porta-voz da FDA, Shelly Burgess.

A Monster Beverage Corp disse que não acredita que suas bebidas sejam responsáveis pela morte de Anais. Em um comunicado, a empresa disse: "Monster desconhece qualquer fatalidade em qualquer lugar que seja que tenha sido causada por suas bebidas". As informações são do Sun.


Postar um comentário

CONHEÇA A HISTÓRIA POR TRÁS DE UM DOS BEIJOS MAIS FAMOSOS DO PLANETA Você com certeza já viu a foto acima centenas de vezes, não é mesmo?...