terça-feira, 2 de outubro de 2012


Os relacionamentos não se baseiam somente em quantos anos uma pessoa tem, acontece que existem pessoas mais novas muito mais maduras que outras mais velhas e até com mais vivência. O ditado que os mais velhos são mais experientes não é absoluto. Cada um tem a experiência de vida que a própria vida proporciona. Alguns precisam amadurecer cedo demais e outros podem ser eternas crianças. A idade não é mais um medidor de responsabilidade e de seriedade.
Mas com tudo, a idade proporciona diferenças que nem a vivência acumulada de um jovem pode trazer. Vamos primeiro entender algumas diferenças entre os mais jovens e os mais velhos .
Via de regra as pessoas mais velhas tendem a ser mais difíceis, com a opinião formada e uma exigência de comportamentos que os mais novos não têm. Elas tendem a ser mais sérias, se sentem mais responsáveis, procuram uma certa estabilidade amorosa, são mais pretensiosos e até exigentes.
Já os mais novos, não é uma regra, mas na maioria dos casos eles são mais despreocupados, menos apegados, mais intensos e sonhadores. Além de normalmente serem maleáveis e passivos a mudanças com mais facilidade. Quando se é jovem é possível se moldar e ensinar a pessoa. O que até acontece com os mais velhos, mas estes oferecem bem mais resistência. Em sua maioria a estabilidade amorosa nem sequer faz parte do pensamento.
Sendo assim, como lidar com essas diferenças?
Para lidar com tamanha diferença é preciso ter duas palavras em mente o respeito, que é base pra todo relacionamento dar certo e a paciência que é preciso ter para aprender a administrar essa diferença. A partir daí é preciso entender o sentimento, ter certeza de que vale a pena insistir apesar das diferenças entre o casal, que é maior dependendo da idade. Isso acontece porque normalmente fazem parte de gerações diferentes onde a aceitação e a habilidade de dominar determinadas situações também dependem dos costumes impressos nessas gerações.
O fato de estarem posicionados em linhas do tempo completamente diferentes não quer dizer que elas não possam nunca se cruzar. Já que não existe idade para amar, sobra para nós vivermos bem ao lado de quem se ama, independente de tudo e qualquer coisa. Se vocês querem permanecer juntos aprendam um com o outro a arte de conviver e amar as diferenças. Quando se ama a entrega deve ser pura independente de quantos anos tem.

Postar um comentário

SERÁ QUE OS OVOS DE CASCA ESCURA SÃO MAIS SAUDÁVEIS DO QUE OS BRANCOS? A ideia de "não julgar um livro pela sua capa" pode func...