sexta-feira, 21 de setembro de 2012


Necklacing


Necklacing é a prática de execução sumária e tortura, executada com um pneu, cheio com gasolina, em torno do peito da vítima e os braços, e ateá-lo no fogo. A vítima pode levar até 20 minutos para morrer, sofrendo com as queimaduras graves no processo. A execução sumária é aquela em que uma pessoa é acusada de um crime e logo em seguida morta por uma multidão de pessoas, sem nenhum julgamento justo. As vítimas eram muitas vezes brutalmente agredidas (linchadas) pela multidão, que vão se revezando, golpeando-as com as mãos e pés, ou recorrer ao uso de armas como pedras grandes ou placas etc. A prática tornou-se um método comum de linchamento durante distúrbios na África do Sul na década de 1980 e 1990. O primeiro registro ocorreu em Uitenhage em 23 de Março de 1985, quando Congresso Nacional Africano (CNA) apoiantes matou um conselheiro que foi acusado de ser um colaborador(Nota do Autor: de que? Não sei). As execuções eram muitas vezes realizadas por multidões em nome do CNA, mas o CNA depois denunciou a prática. Um dos líderes do CNA foi Nelson Mandela. Ele e sua esposa, endossaram publicamente esta prática como um meio de promover a mudança e remoção de oposição. O CNA estavam lutando para impedir a segregação racial e desigualdade de africanos nativos na África do Sul. De 1984-1987, havia 682 mortes registradas, sendo que na maioria das vezes, executados por necklacing. Esta forma de execução continua a acontecer na África do Sul nos anos seguintes o controle CNA ganhando do governo, em 2011 foram 7 casos registrados.
Um dos exemplos mais brutais do presente é a execução de uma jovem garota chamada Maki Skosana, que foi acusado de colaborar com o governo, um crime da máfia CNA achava que era digno de morte. Sua irmã Moloko contou a história de como ela foi morta. Moloko disse que sua irmã foi queimada até a morte com um pneu em seu pescoço, enquanto assistia ao funeral de um dos jovens. “Seu corpo havia sido queimado pelo fogo e alguns pedaços de vidro havia sido inseridos na vagina”, Moloko acrescentou que uma grande rocha tinha sido jogado em seu rosto depois de ela ter sido morta. Necklacing evoluiu nos municípios como forma de punir informantes da polícia. Às vezes, as execuções eram racialmente motivadas pelo apartheid (sistema de segregação racial imposta através de legislação pelo Partido Nacional), às vezes as pessoas mortas eram ladrões, ou eram colaboradores com o governo. É muitas vezes comparado a uma caça às bruxas. Eles também fez isso no Haiti em torno do mesmo período de tempo, como na África. Bem como na Índia durante os 1984 anti-Sikh tumultos. Os traficantes de drogas nas favelas no Brasil também usar este método de execução, os quais apelidaram de microondas, sendo que os principais executados são os chamados X9 (delatores) e inimigos de facções rivais. O caso mais famoso de execução por necklacing ou microondas foi o do jornalista Tim Lopes, que investigava a exploração sexual e tráfico de drogas nos bailes funks na favela da Vila Cruzeiro no Rio do Janeiro.
Sem muitos comentários, imagino a quantidade de inocentes que foram mortos, pelo “achismo”; acho que é um bruxo, acho que é estuprador, acho que é ladrão. Enfim…
Fiquem na paz e se cuidem.
Fabiano MadDog
[UPDATE] Para os curiosos dos comentários, não sei o que os executados fizeram, não tenho informações sobre eles e sobre seus crimes. Como foi dito antes, a multidão executava-os apenas achando que fizeram algo errado, às vezes nem era tão graveou mesmo, nem fizeram nada.
Termino o post com algumas imagens e um vídeo sobre tal execução:



Para finalizar, um vídeo adequado para o tema deste post:
PEOPLE = SHIT

FONTE:
http://www.issoebizarro.xpg.com.br/blog/acidentes-tragedias-assassinatos-suicidios/necklacing//#more

Postar um comentário

VIDA SUBMARINA SELVAGEM: ROBÔS REGISTRAM “COME-COME”  NO FUNDO DO MAR Apesar de a maior parte dos  oceanos do planeta  continuar inexp...