quinta-feira, 9 de agosto de 2012


Avião da Segunda Guerra desaparecido é encontrado intacto 65 anos depois

Um Douglas C-47 remanescente da Segunda Guerra foi encontrado na Sibéria, em condições absolutamente impressionantes.

Encontrado na vasta península de Taymir, o C-47 está incrivelmente bem-conservado devido ao clima seco e frio da região. A conservação é tão boa que seu número serial na cauda, 232892, perfeitamente visível, permitiu uma rápida identificação da fuselagem.


Trata-se de um Douglas C-47-DL, número de fabricação 42-32892, entregue à USAAF em 24 de fevereiro de 1943, e repassado para a Força Aérea Soviética em 12 de março do mesmo ano, dentro do programa Lend-Lease. Na União Soviética, recebeu a matrícula USSR-H-328, e foi enviado para o 7º Regimento de Aviação do Ártico, da 1ª Divisão Aérea.

De acordo com uma ordem de 16 de abril de 1943, a aeronave foi enviada para o Escritório de Aviação Polar, onde realizou reconhecimento do gelo. De 22 de outubro até 1 de novembro ela explorou o Mar de Kara.


Durante um voo em 13 de abril de 1947 na área do rio Dudypty, ao norte de Volochanka, o C-47 sofreu uma falha no motor esquerdo. O piloto, comandante Tyuikov, conseguiu fazer um pouso forçado em segurança, e ninguém perdeu a vida.

28 sobreviventes foram encontrados após 20 dias de buscas, com apenas alguns ferimentos por congelamento nas mãos e rosto (na maioria, crianças). Tyuikov, o operador de rádio Smirnov e sete passageiros foram declarados desaparecidos – tinham saído em busca de ajuda na tundra nevada e nunca retornaram.

Os destroços agora serão resgatados, e espera-se que seja devolvida ao seu estado original, voando novamente, sob supervisão de algum museu russo.










Fonte: Blog Sala de Guerra
Postar um comentário

TALVEZ DESCONHEÇA SOBRE OS BURACOS NEGROS 1 – Eles não foram descobertos por Einstein Apesar de muita gente associar a descoberta dos ...