Hoje se completam três anos desde a morte de Michael Jackson, ícone do pop, que se tornou conhecido tanto pelo seu talento desde pequeno quanto pelas polêmicas na vida adulta. Influenciando diversos outros artistas e toda uma (ou mais de uma) geração com seu moonwalk, hoje é dia de um especial em sua homenagem.
Mas não pense que faremos algo pesado e deprimente: viemos mostrar as variadas fases de sua vida, que, principalmente graças à cirurgia plástica, foram muitas
Michael morreu em 2009, de parada cardíaca, após uma dose letal de um medicamento chamado Propofol. Seu médico particular foi preso por ter ministrado a dose exagerada do remédio.
Aos 50 anos, Jackson estava no mundo da música desde aproximadamente os 5, e aos 11 começou profissionalmente como integrante mais novo dos Jackson Five. Vamos à nossa sessão especial de vídeos das mudanças de MJ ao longo da vida:
Ele era um garotinho bem bonito, até! Mas, o que a auto estima não faz, não é verdade? Seu pai costumava colocá-lo um pouco (é, talvez bem mais que ‘um pouco’) pra baixo em relação à aparência, o que tornou as mudanças da adolescencia um pouco difíceis para Michael.
Jackson começou sua carreira solo praticamente quando ainda estava nos Jackson 5, mas quando saiu do grupo já tinha sua carreira bastante solidificada. Já adulto, lançou “Thriller”, um dos álbuns mais vendidos da história, e os próximos também tiveram vendas enormes.
No vídeo anterior, já dá pra perceber bem a mudança no nariz e no cabelo. Michael sempre foi um pouco mais complexado quanto ao seu nariz, que praticamente era uma prótese pura no fim de sua vida… Mas, antes de mexer tanto no nariz, veio o vitiligo.
Michael Jackson saiu de um afro americano para um quase inglês acelerando o vitiligo com remédios e modificando totalmente o tom da pele em pouco tempo, fazendo as cirurgias no nariz e por vezes alisando o cabelo.
As polêmicas sobre o músico também não foram poucas. Inclusive, no segundo video aqui embaixo ele fala um pouco sobre seu vício em analgésicos, o que pode ter levado seu médico pessoal a ministrar uma dose um pouco mais alta dos remédios que o levaram à morte.
Para encerrar, alguns fan videos resumindo tudo isso:
Músicos como esse fazem muita falta nas paradas de hoje… Sempre lembraremos, Michael. Eis nossa homenagem sobre esses três anos sem o Rei do Pop.