terça-feira, 29 de maio de 2012


Os vinhos mais caros do mundo

Quem já ouviu falar em vinhos caríssimos fica boquiaberto com o valor de uma garrafa. Já pensou numa garrafa que custa o valor de umcarro de luxo? E arrematar em um leilão uma garrafa no valor de US$ 105.000,00???

Algumas dessas garrafas são verdadeiros troféus para colecionadores com muito dinheiro no bolso: as bebidas mais raras do mundo, as garrafas com mais de 100 anos custam muito caro.



Château Lafite 1787, Thomas Jefferson
Desde 1985 a garrafa mais cara do mundo: o Château Lafite safra 1787, da coleção do ex-Presidente Norte Americano Thomas Jefferson, foi arrecadada em um leilão da Christie's por 156.450 US$. A garrafa tem a inicial Th. J. gravada.







Château Mouton-Rothschild 1945
Segundo lugar: O segundo vinho mais caro é a garrafa Jeroboam (3 litros) do Château Mouton-Rothschild de 1945, produzido no final da Segunda Guerra Mundial. A etiqueta, concebida por um artista a pedido do  Baron de Rothschild, contém a frase «année de la victoire». Na Suíça há uma garrafa de 7,5 decilitros a partir de 10.000 Francos suíços.







Château d'Yquem, 1784
Uma garrafa de Château d'Yquem safra 1784, também da colação de Thomas Jefferson foi arrematado em 1985 em um leilão da Christie's por 56.588 US$.






Vinho Doce
Uma garrafa rara de vinho doce da safra de 1811 custa R$ 125.000,00. O mesmo vinho da safra de 2005 custa “apenas” R$ 1.500,00.





Château Cheval Blanc 1947
O Château Cheval Blanc pertence a um dos vinhos mais falsificados do mundo. Uma garrafa de 1947 custa cerca de 8.000 francos suíços.






Château Margaux, 1900
R$ 18.000,00 é o valor de uma garrafa do vinho do milênio.







Château Latour, 1961
Chateau Latour pertence a um dos 5 Primeiros Cru Classé dos Bordeaux, produzido por uma das melhores vinícolas da famosa região. Por uma garrafa Magnum do Château Latour safra 1961, é preciso colocar R$ 35.000,00 sobre a mesa.







Château Pétrus, 1961
São Pedro: uma garrafa da safra de 1961 do Château Pétrus foi vendida por mais de R$ 35.000,00. Uma garrafa da safra de 2005 pode ser adquirida a partir de R$ 9.000,00 e uma garrafa da safra de 1982 custa mais de R$ 12.000,00.







La Romanée-Conti, 1990
Em 1996 foram arrematadas 8 garrafas do Burgunder La Romanée-Conti DRC de 1990 em um leilão da Sotheby por  224.900 US$, o que significa que cada garrafa vale 28.112 US$.







Simplesmente caro: Domaine de la Romanée-Conti
Um Romanée-Conti safra 2005 pode ser adquirido por R$ 30.000,00 a garrafa. Já a garrafa Magnum de 1945 custa cerca de R$ 145.000,00.


Postar um comentário

SERÁ QUE OS OVOS DE CASCA ESCURA SÃO MAIS SAUDÁVEIS DO QUE OS BRANCOS? A ideia de "não julgar um livro pela sua capa" pode func...