terça-feira, 15 de maio de 2012

Nosso destino não existe, ele já aconteceu

Sabemos que a passagem do tempo muda de acordo com o movimento dos indivíduos. Quando mais rápido andamos, mais depressa vamos para o futuro do que quem estiver parado. Se você ir de carro até o parque perto da sua casa, chegará mais no futuro que seu vizinho que partiu no mesmo instante de bicicleta. E se seu carro pudesse atingir mais de 1 bilhão de quilômetros por hora (pouco menos que a velocidade da luz), você sairia de casa hoje e chegaria ao parque no século XXII, cem anos depois.
Buraco negro
Como deu pra perceber, a diferença temporal que ocorre no nosso dia-a-dia é totalmente insignificante, mas quando falamos de grandes distâncias, as coisas passam a ficar mais interessantes. Imagine uma avançada civilização que está vivendo numa galáxia no outro lado de universo e de alguma forma sabe o que se passa no planeta Terra. Eles estarão vendo seus netos e bisnetos e muita coisa que aconteceu no planeta Terra. Eles saberiam que é o presidente dos EUA daqui no ano de 2100, algo que nós somente veremos daqui à vários anos. Para eles, isso é um passado remoto, mas para nós é futuro distante. E não há como mudar isso.
Segundo essa teoria, o nosso destino já está definido e tudo o que acontecerá no futuro na verdade já “aconteceu”. Segundo o próprio Einstein o tempo é uma ilusão, pois toda a história do universo já estaria definida.
Isso soa como incompreensível, mas imagine o universo como um grande rolo de filme. Cada frame do filme é um instante de tudo. O filme cósmico se inicia no Big Bang e o último frame é o fim do universo. Cada frame representa um instante de cada coisa no universo: a última gravação dos Beatles, seu casamento, o nascimento de seu bisneto, tudo! Ou seja, tudo já aconteceu.
Mas então se tudo já está determinado temos como saber o futuro? Nisso os físicos não hesitam em responder: impossível. Segundo eles, seria necessário um computador mais potente que a própria natureza, algo que nem mesmo a mais avançada civilização poderá ter.
Isso ainda não foi comprovado, mas é uma ideia diferente de ver o universo. E vocês leitores, acreditam que essa teoria pode estar correta?

Postar um comentário

SERÁ QUE OS OVOS DE CASCA ESCURA SÃO MAIS SAUDÁVEIS DO QUE OS BRANCOS? A ideia de "não julgar um livro pela sua capa" pode func...