quinta-feira, 19 de abril de 2012



Scar Project, a realidade nua do câncer de mama vista pelas lentes de um fotografo de moda

Project Scar _ David Jay 2
"Para estas mulheres, serem fotografadas representa uma vitória pessoal sobre uma doença terrível. As imagens as ajudam a reconquistar a feminilidade, sexualidade, identidade e poder, após serem roubadas de uma parte importante de si mesmas".

assinatura post O fotógrafo de moda estadunidense David Jay começou a retratar as mulheres com câncer de mama há 5 anos. A sua primeira modelo foi a amiga Paulina. Diagnosticada com câncer, se submeteu semanas depois a uma mastectomia (retirada da mama), quando tinha apenas 25 anos.
Foi assim que nasceu o The Scar Project (Projeto Cicatriz, em português) e até o momento mais de 100 mulheres já posaram para ele. Com idade entre 18 e 35 anos, elas expõem as cicatrizes deixadas em seus corpos seminus pela remoção das mamas.
“Da mesma forma que não tinha a intenção de iniciar um projeto dessa magnitude, não sei se haverá um fim para ele. Possivelmente não desista nunca”, diz David.
O maior objetivo do projeto é forjar através da plasticidade fotográfica uma forte campanha global de luta, combate e prevenção da doença, com foco especial para as mulheres com menos de 40 anos.
Para dar visibilidade ao seu projeto, David tem promovido exposições em vários países do planeta. Ele tem a consciência de que as imagens podem chocar o espectador:
“Elas podem incomodar. Nos obrigam a enfrentar nossos medos e tabus sobre a vida, a morte, a sexualidade, a doença, os relacionamentos e etc. Mas proporciona a oportunidade de abrir um diálogo sobre temas com os quais não nos sentimos confortáveis”, finaliza o fotógrafo. (fonte
Para participar do projeto, clique aqui
Project Scar _ David Jay  1Project Scar _ David Jay 3Projeto Cicatriz _ David Jay Project Scar _ David Jay 4 Project Scar _ David Jay 15Projeto Cicatriz _ David Jay  1 Project Scar _ David Jay 17 Project Scar _ David Jay 11 Project Scar _ David Jay 6     scar project _ david jay_thumb[3] Project Scar _ David Jay  5_thumb[3]Project Scar _ David Jay 14_thumb[3]  Project Scar _ David Jay 16_thumb[3] Project Scar _ David Jay  18 Project Scar _ David Jay 7_thumb[3]the scar project_thumb[3]david jay _ scar project
 Cores_verde-branco Se toque e faça a detecção precoce
auto-exame de mama _ se toque O câncer de mama é a doença entre as mulheres que mais mata no Brasil quando não detectado a tempo. Cerca de 10 mil mulheres morrem a cada ano .E as maiores vítima são as que se encontra na faixa etária acima dos 35 anos.

Exame clínico das mamas seguido de acompanhamento médico ainda é a melhor maneira de se defender do câncer de mama. O diagnóstico precoce eleva em 90% as chances de cura.
Mulheres com 40 anos ou mais devem realizar o exame clínico das mamas periodicamente. Entre 50 e 69 anos, toda mulher deve fazer uma mamografia a cada dois anos, no máximo.
Aquelas que tiveram ou têm casos de câncer de mama na família (mãe, irmã, filha etc., diagnosticados antes dos 50 anos), ou que tiveram câncer de ovário ou câncer em uma das mamas, em qualquer idade, devem realizar o exame clínico e mamografia, a partir dos 35 anos de idade, anualmente.
Além dos exames clínicos essenciais (mamografia e ultrassonografia, por exemplo) o auto-exame também pode ser  uma forma precoce de detecção da doença, mas nunca isoladamente pois ele não é muito confiável.
A melhor época é logo após a menstruação. Para as mulheres que já não menstruam mais, o auto-exame deve ser feito num mesmo dia de cada mês, como por exemplo, todo dia 10. Mas lembre-se, o auto-exame não descarta em hipótese alguma a visita periódica ao médico. ( fonte )
auto-exame do  do cancer de mama
Mais informações sobre o auto-exame, clique aqui
Postar um comentário

CONHEÇA A HISTÓRIA POR TRÁS DE UM DOS BEIJOS MAIS FAMOSOS DO PLANETA Você com certeza já viu a foto acima centenas de vezes, não é mesmo?...