quinta-feira, 12 de abril de 2012

Família Indiana possui 10 membros albinos

Após anos de preconceito, Roseturai Pullan, de 50 anos, e a mulher Mani, de 45, estão orgulhosos por estar no Livro dos Recordes. Eles são o pai e a mãe que deram origem à maior família de albinos do mundo, com dez pessoas.
Os seis filhos do casal, entre 25 e 18 anos, herdaram o albinismo dos pais. A filha Renu, de 23 anos, se casou com Rosheh, de 27, também albino. E os dois tiveram o pequeno Dharamraj, de dois anos, que também nasceu com a pele branquinha, cabelos quase brancos e baixa visão - efeito do albinismo.

- Nós não enxergamos muito bem e não podemos nos sentar ao sol por muito tempo, mas tentamos viver da melhor forma que podemos - explicou o pai Roseturai, que vive com a família em um apartamento de um quarto em Nova Déli, na Índia, e trabalha vendendo ovos.
Mani e Roseturai se casaram em 1983. Na época, os parentes dos dois julgaram união deles como algo muito bom, já que eram bem parecidos.

As pessoas dizem que se você se casa com alguém com albinismo, é sinal de boa sorte e riqueza - explicou o pai - Mas isso não tem se revelado uma verdade até agora. Nós levamos uma vida muito apertada - destaca.
De acordo com o jornal "The Sun", por causa da pele e olhos claros, muitas pessoas na Índia pensam que a família é estrangeira. Mani admite que após o primeiro filho pensou em não engravidar mais, pois não queria que eles sofressem. Mas teve outros cinco.
- Agora eu vejo o albinismo como um presente de Deus - revelou ela, apesar de ter certeza de que os filhos não conseguirão bons empregos por causa dos problemas ma visão.
O albinismo é uma condição genética, que determina a ausência total ou parcial de pigmentos na pele, olhos e cabelos. Uma pessoa albina está mais suscetível a adquirir queimaduras, até câncer de pele, e provoca diversos problemas de visão.
 


Postar um comentário

CONHEÇA A HISTÓRIA POR TRÁS DE UM DOS BEIJOS MAIS FAMOSOS DO PLANETA Você com certeza já viu a foto acima centenas de vezes, não é mesmo?...