segunda-feira, 9 de abril de 2012

Como o camaleão consegue mudar de cor?

Camaleão é o nome dado a todos os animais pertencentes à família Chamaeleonidae, uma das mais conhecidas famílias de lagartos. Há cerca de 80 espécies de camaleões, a maior parte delas na África, ao sul do Saara, estando também presentes em Portugal e em Espanha. 
Os camaleões distinguem-se de outros lagartos pela habilidade de algumas espécies em trocar de cor, por sua língua rápida e alongada, por seus olhos, que podem ser movidos independentemente um do outro, tendo alguns membros da família cauda preênsil. A família teve origem há mais de 100 milhões de anos, quando se separou da família Agamidae, de acordo com o registo fóssil
As células que dão o colorido ao camaleão são chamadas de cromatóforos e possuem quatro camadas, cada uma com grãos de pigmentos diferentes. A concentração desses grãos é regulada por hormônios transportados pela corrente sanguínea. 
Em cada camada, os pigmentos ficam numa membrana elástica. Quando ela se expande, os pigmentos se espalham, trazendo o colorido. Quando se contrai, os grãos se agrupam e o resultado é a transparência. A aparência final vem da combinação das tonalidades das camadas
O segredo deste réptil, que, dependendo da espécie, pode assumir tons tão variados, como verde, rosa, azul, amarelo, vermelho, marrom ou preto. Os cromatóforos respondem a estímulos do sistema nervoso autônomo do animal, que transmite diferenças na luminosidade e na temperatura e emoções, como o medo. Se os pigmentos amarelos e os que refletem o azul estiverem espalhados, o resultado será um bicho com pele verde, por exemplo e desta forma ele consegue imitar as mais variadas cores 
No caso do camaleão, a mudança de cor pode ser uma estratégia de caça ou de defesa. Ao assumir a cor do local onde se encontra - por exemplo, a da folhagem, do galho ou do tronco de uma árvore - o camaleão tenta se camuflar para capturar insetos com sua longa língua ou fugir de seus predadores, como cobras, aves de rapina ou pequenos felinos. 
Um fato interessante é que os camaleões não pensam que precisam mudar de cor, isso ocorre de maneira automática. Quando a luz é captada pela retina do animal, o cérebro processa a informação recebida e gera o impulso necessário, mandando os hormônios para a pele e criando a coloração mais semelhante possível ao ambiente que existe em volta.
Postar um comentário

SERÁ QUE OS OVOS DE CASCA ESCURA SÃO MAIS SAUDÁVEIS DO QUE OS BRANCOS? A ideia de "não julgar um livro pela sua capa" pode func...