terça-feira, 17 de abril de 2012

Comendo Insetos


Entomofagia é a arte de comer insetos. Ao contrário do que muitos possam pensar, isso não é um distúrbio ou doença, mas uma prática bastante saudável, mais comum do que se que se possa supor e que tem acompanhado o homem ao longo da história. Ricos em proteínas e pobres em carboidratos e gorduras saturadas, os seus benefícios são reconhecidos por muitos, que fazem desta prática o seu dia-a-dia nutritivo.
Comer Insetos

É muito comum as críticas ao consumo de insetos assim como a sua associação à cultura asiática, particularmente, chinesa e tailandesa. É um facto, que muitas províncias mantêm vivo este costume. Contudo, é uma prática que os tem acompanhado na sua história gastronómica. Num país de proporções continentais, uma das grandes dificuldades, desde tempos remotos, está associada à alimentação, bastante notável em períodos de guerra. Aliás, supõem-se que terão sido estes períodos que terão na base do surgimento deste hábito. Conceitos como “Survivor” ou “No limite” eram as palavras de ordem, e, a sua necessidade de sobrevivência conduzia-os a comer o quer que fosse para se manterem aptos e capazes.
No entanto, atualmente, os insetos ainda são associados por muitos como uma prática pouco higiénica e nojenta, embora, desengane-se quem pensa que a entomofagia não requer certos cuidados. Muitas culturas, seguem um rígido código de tratamento de como cultivar e preparar este tipo de alimento.
Petiscos de Insetos

Presentemente, a ONU por meio da FAO (Organização para a Agricultura e Alimentação), tem incentivado a introdução de insetos na alimentação diária das populações, pois ajudaria a suprimir muitas das necessidades proteicas, além de que a criação de insetos geraria numa grande abundância de alimento e contribuía para a diminuição global de CO2.
Prato de insetos

Postar um comentário

Lei federal cancela carteira de habilitação vencida há mais de 30 dias? Uma corrente no WhatsApp circula com uma notícia falsa que ...