quarta-feira, 25 de abril de 2012

Capas de discos polêmicas que foram censuradas

Ao longo dos anos várias capas de discos foram censuradas e por isso tiveram que ser substituídas. Algumas foram censuradas apenas em alguns países, ou em um determinado tempo. Outras jamais voltaram a ser utilizadas. Confira aqui uma seleção com algumas das mais famosas capas censuradas:

The Beatles - Yesterday and Today. Lançado em 1966, o disco tinha uma imagem do quarteto com roupas de açougueiro, com cabeças de bonecas e pedaços de carne. Apesar do sucesso das músicas, a capa foi muito criticada, e por isso substituída. Hoje existem poucos exemplares com a capa original, que para os colecionadores se tornaram muito valiosos. Recentemente em um leilão, um dos exemplares com a capa original foi vendido por 38.500 dólares.

Jimi Hendrix - Electric Ladyland. Um dos melhores álbuns da história, tinha como capa original uma fotografia de um grupo de belas mulheres nuas. Recusada pela gravadora, a capa acabou sendo substituída por uma foto da cabeça de Hendrix.

Rolling Stones - Beggars Banquet. Lançado em 1968, o álbum trazia como capa uma fotografia de um banheiro sujo e repleto de pichações. As gravadoras fizeram a banda adiar o lançamento do álbum, que foi lançado com uma nova capa. Com a substituição dos discos de vinil pelos CDs, a capa original voltou a ser utilizada.

Roxy Music - Country Life. O disco trazia na capa as modelos Constanze Karoli e Eveline Grunwald seminuas. Em alguns países (como EUA, Espanha e Holanda) isso foi motivo para censura. A capa então foi substituída por outra em que as modelos não apareciam.

Guns N' Roses - Appetite for Destruction. A capa que mostra uma mulher estuprada por um robô causou polêmica em alguns países. Nos EUA, país de origem do Guns n’ Roses, a capa foi substituída na época do lançamento pelo logo da banda.

Black Crowes – Amorica. A foto original exibia o corpo de uma mulher com um biquíni da bandeira americana. Os discos foram recolhidas das lojas após muitas reclamações, e a capa foi substituída.

Blind Faith - Blind Faith. O primeiro trabalho do grupo de Eric Clapton, Steve Winwood e Ginger Baker mostra na capa uma garota nua segurando um avião. O disco foi censurada na época do lançamento, causando o recolhimento dos álbuns. O fotografo alega que a menina foi fotografada com autorização dos pais, e com isso a exibição da mesma é legal. Hoje os CDs são vendidos com esta capa.

Moby Grape - Moby Grape. A capa do primeiro disco do Moby Grape foi censurada logo após seu lançamento, devido à imagem do baterista Don Stevenson mostrando o dedo do meio. Hoje em dia a capa está sendo usada novamente.

John Lennon e Yoko Ono - Two Virgins. A arte original foi logo censurada devido a imagem do casal nu. A partir daí o álbum foi lançado tampando a imagem original abaixo dos ombros.

Scorpions - Virgin Killer. Em 1976 os alemães do Scorpions lançaram o álbum virgin killer. Na Alemanha, o disco foi lançado sem maiores problemas. Já nos EUA foi acusado de pornografia infantil, e a capa foi substituída por uma foto do grupo. No Brasil, o álbum foi lançado com um corpo feminino e um escorpião.

Brujeria – Matando Gueros. A capa do álbum da banda Mexicana mostra uma cabeça com ferimentos sendo exposta. Algumas lojas do México e dos EUA não aceitaram o disco, que teve a capa coberta por uma imagem preta.

Katy Perry – One of the boys. Recentemente a capa do álbum foi censurada na Arábia Saudita, por mostrar as pernas e braços da cantora, o que não é permitido para mulheres no país. Assim foi criada uma capa em que os braços e pernas foram tampados.

Gal Costa – Índia. Lançado em 1972 o disco teve sua capa censurada no Brasil, por ser considerado muito explícito para ficar nas prateleiras. A solução foi manter a capa, porem vender o disco dentro de um plástico azul.
Postar um comentário

MELHORE SUA ATENÇÃO: VEJA 10 ALIMENTOS QUE AJUDAM SEU CÉREBRO A RENDER MAIS Nem sempre nós conseguimos ter hábitos que nos ajudam a mant...