terça-feira, 24 de abril de 2012

5 estranhos ovos de animais que você provavelmente não conhecia



Quando alguém menciona a palavra “ovo”, a imagem que provavelmente vem à sua mente é o ovo da galinha, não é? Mas alguns animais botam ovos em cores, formatos e aspectos tão inusitados que dão um novo conceito visual à palavra. Confira os ovos mais intrigantes do mundo animal:
 1 – OVOS DE TUBARÃO
 
 
À primeira vista, parece um saquinho amarelo translúcido que envolve o corpo de um girino desconhecido. O ovo de tubarão, apelidado de “bolsa de sereia”, não tem um formato padronizado: apesar de esta foto mostrar um exemplar retangular com uma leve curva nas pontas, existem outros desenhos já observados. Mas o tamanho assusta: a maioria das espécies bota ovos que alcançam o tamanho de uma mão humana adulta e eventualmente acabam aparecendo na beira da praia em algumas regiões do mundo.
Já houve registros, no entanto, de ovos colossais com mais de 2 metros de comprimento. A mãe bota os ovos e os acompanha até descerem ao fundo do oceano, momento em que os filhotes são deixados à própria sorte. Em alguns casos, há dois ou mais bebês de tubarão dentro do mesmo ovo, e eles atacam uns aos outros até que apenas o mais forte sobreviva.
 2 – OVOS DE POLVO
 
 Quando é chegada a hora, as fêmeas de polvo botam centenas de milhares de ovos de uma só vez, geralmente sobre saliências em pedras ou corais. A partir dali, fica de guarda para evitar o ataque de predadores até que os filhotes nasçam. Mesmo depois do nascimento, ela os vigia enquanto se alimentam de plâncton até que estejam desenvolvidos o suficiente para explorar o mar por si mesmos.
Como esse processo às vezes leva muito tempo, a mãe começa a ficar faminta e acaba comendo um de seus próprios tentáculos para sobreviver. Ainda assim, ela geralmente morre nas mãos de um predador logo depois que a “missão” está completa, porque fica muito fraca para se defender de ataques.
 3 – OVOS DE DINOSSAURO
 
 
 É uma pena que não exista um ovo “fresco” para ser analisado, mas o material para estudos não deixa de ser muito rico: alguns ovos já encontrados contêm filhotes de dinossauro fossilizados dentro, o que deu um grande impulso tanto ao estudo dos ovos em si quanto dos dinossauros adultos. A variedade entre as espécies é enorme: existem ovos esféricos, em forma de comprimido, em forma de gota ou de concha.
O tamanho também oscila, mas nenhum encontrado até hoje é extremamente grande: os maiores apresentam 60 centímetros de comprimento por 20 de largura. Uma característica marcante é a dureza da casca: em geral, servia para suportar o peso do próprio embrião.
 4 – OVOS DE ESPONJAS E MEDUSAS
 
 Assim como os peixes, também não há sexo no mundo das esponjas, corais e medusas. Em quase todos os casos, não há sequer divisão entre macho e fêmea. 
Os ovos, apesar disso, não deixam de ter sua particularidade e diferença de cores, tamanhos e aspectos. O modo de reprodução é que varia bastante: enquanto existem algumas espécies sexuadas, nas quais um mesmo indivíduo lança óvulos e espermas ao solo para que fecundem, outras espécies apenas soltam no ambiente algumas de suas células, e dali nasce um ovo.
 
 5 – OVOS DE EQUIDNAS E ORNITORRINCOS
 
 
A ordem animal dos monotremados (orinitorrinco e équidnas), em geral, já causa estranheza por seus animais adultos. O próprio fato de botarem ovos já é inusitado, pois eles nada mais são do que mamíferos. Mas os ovos ficam maturando no corpo da própria mãe, que o nutre com os próprios recursos corporais. Após a eclosão, a mãe cuida dos filhotes por entre 4 e 6 meses.
O ovo em si se parece com uma batatinha: quase esférico, pequeno e amarelo. Uma curiosidade bizarra é o fato da fêmea monotremada não ter mamas: para amamentar os filhotes, ela “sua” leite, que é bebido diretamente do abdome pelos recém nascidos.
Postar um comentário

VIDA SUBMARINA SELVAGEM: ROBÔS REGISTRAM “COME-COME”  NO FUNDO DO MAR Apesar de a maior parte dos  oceanos do planeta  continuar inexp...