Pergunte a qualquer pessoa que goste de Literatura se ela acredita que o hábito de ler livros é capaz de nos transformar em pessoas melhores. Possivelmente, ela dirá que sim: ao começar uma nova história, somos expostos a realidades, personagens, paradigmas, lugares e situações bem diferentes daquelas que fazem parte da nossa rotina, e realizar esse passeio por universos diferentes acaba, sim, interferindo em nossa vida pessoal.
Uma pesquisa recente, conduzida por cientistas da Universidade de Kingston, revelou que a leitura de histórias de ficção faz com que as pessoas se tornem mais gentis e desenvolvam melhor suas noções de empatia.
“Se engajar com prosa ficcional e de comédia em particular pode ser a chave para aumentar as habilidades empáticas das pessoas”, disse um dos responsáveis pelo estudo, em declaração publicada no Telegraph.

E tem mais!

A pesquisa contou com a participação de 123 voluntários, que responderam a perguntas sobre suas preferências de leituras, peças de teatro e séries de TV. Depois, eles também foram testados sobre suas habilidades interpessoais.
As análises dos dados coletados revelou que as pessoas que gostam de ler ficção têm um comportamento social mais positivo. Aquelas que gostam de um bom drama e também de enredos românticos são as que acabam desenvolvendo mais capacidade de empatia, que é quando nos colocamos no lugar de outra pessoa.
Leitores de livros experimentais têm mais facilidade de enxergar coisas por outras perspectivas; e aqueles que gostam de ler comédia conseguem se relacionar melhor com os outros.
A pesquisa mostra, no final das contas, que a leitura, seja ela qual for, afeta diretamente nossa vida pessoal, nossas emoções e a forma como nos relacionamos com as pessoas que fazem parte dos nossos círculos. Se isso ainda não é suficiente para que você comece uma leitura nova, saiba que esse hábito reduz níveis de estresse e que crianças que cresceram lendo se tornam adultos com altos salários. Ou seja...