domingo, 8 de janeiro de 2017

5 pessoas famosas que foram despedidas e deram a volta por cima

Só quem já perdeu o emprego alguma vez sabe como essa situação pode ser traumática — especialmente em momentos como o que estamos vivendo agora, de profunda crise econômica. Entretanto, apesar de ser uma experiência nada agradável, ela pode acontecer com qualquer um, e não podemos nos deixar abater não!
Aliás, de acordo com Jen Hubley Luckwaldt, do portal About, as pessoas que perdem seus empregos deveriam se inspirar na atitude das cinco personalidades que você verá a seguir e aproveitar o período de adversidade para dar a volta por cima. Confira:

1 – Thomas Edison

Thomas Edison entrou para a História juntamente com vários grandes nomes, como Nikola Tesla,Graham Bell e Albert Einstein, graças à sua genialidade. Portanto, é bastante curioso descobrir que o inventor foi descrito por um de seus professores do colégio como sendo burro demais para aprender qualquer coisa!
De acordo com Jen, por conta dos problemas na escola, Edison foi educado em casa e, aos 12 anos, resolveu começar o seu primeiro negócio — que era vender jornais em uma estação de trens. Anos depois, o inventor foi trabalhar para a Western Union, que na época oferecia serviços de telégrafo e financeiros, mas foi demitido após arruinar o escritório de seu chefe durante um experimento que deu errado.
Entretanto, Edison nunca se deixou abalar por seus fracassos. Na verdade, ele se apoiou neles para seguir adiante. Tanto que, para criar a lâmpada elétrica, Edison testou mil protótipos — e sabe o que ele respondeu para um repórter que perguntou ao gênio como era falhar mil vezes antes de acertar? Que ele não havia falhado mil vezes, pois a lâmpada havia sido uma invenção que consistiu em mil passos antes de funcionar.

2 – Walt Disney

Você acreditaria se contássemos que Walt Disney — o produtor, cartunista e ícone cultural responsável por criar personagens como Mickey Mouse, Pateta e Pato Donald — chegou a ser demitido por não ser considerado criativo o suficiente? Pois, quando Disney tinha 20 e poucos anos, essa foi a justificativa que o jornal The Kansas City Star deu para mandá-lo embora. E esse não foi o único tropeço que o gênio deu no início de sua brilhante carreira.
Segundo Jen, após perder o emprego, Disney decidiu abrir o estúdio cinematográfico Laugh-o-gram Studios que, em 1923, foi à falência. Foi então que Disney resolveu se mudar para Hollywood e fundar com seu irmão o Disney Brothers Cartoon Studios.
O sucesso mesmo chegou no final dos anos 20, quando Mickey entrou em cena. E depois de uma série de êxitos com desenhos animados, filmes, seriados e até um e outro Oscar, a companhia de Disney se transformou em um império — composto por parques temáticos, estúdios cinematográficos, editoras, canais de TV etc. — avaliado em mais de US$ 48 bilhões atualmente.

3 – Steve Jobs

Todo mundo sabe que Steve Jobs fundou a Apple em meados dos anos 70, na garagem de sua casa, junto com Steve Wozniak. Pouco depois, em 1980, a companhia já havia se consolidado e, em 1984, lançou o primeiro Macintosh. Só que em 1985, devido à crescente preocupação com respeito aos produtos mais baratos de seu principal concorrente da época — a Microsoft —, a Apple resolveu demitir Jobs devido às divergências sobre os rumos que a empresa devia seguir.
Segundo Jen, Jobs tinha apenas 30 anos quando tudo aconteceu, e ele se sentiu devastado, já que a Apple havia sido o foco de todas as suas energias até então. Ele inclusive considerou abandonar o Vale do Silício, mas acabou ficando — e fundou a Pixar e a NeXT Computer que, anos mais tarde, foi comprada pela Apple.
Em 1997, Jobs voltou ao velho emprego como CEO e ajudou a desenvolver o iPhone, o iPod e o iPad — fazendo com que a Apple se transformasse no monstro avaliado em mais de US$ 180 bilhões que ela é hoje.

4 – JK Rowling

Conhece a britânica responsável por criar o universo de Harry Potter? Caso você não saiba, hoje ela é a mulher mais rica do Reino Unido — mais rica inclusive do que a Rainha! —, mas sua vida não foi sempre fácil. Segundo Jen, JK Rowling trabalhava como secretária quando foi demitida depois de ser pega escrevendo histórias de ficção durante o horário de trabalho.
A escritora — então recém-divorciada e desempregada — contou que nessa época passou por muitas dificuldades financeiras para sustentar sozinha a filha e que se tornou extremamente pobre. Para sobreviver, ela dependia de benefícios do governo e, enquanto procurava o que fazer, escrevia em cafeterias. Isso até que, em 1997, Rowling conseguiu vender “Harry Potter e a Pedra Filosofal” para uma editora por £ 2,5 mil (cerca de R$ 15,2 mil).
De acordo com Jen, por volta do ano 2000, os três primeiros livros da série Harry Potter já haviam vendido 35 milhões de cópias em todo o mundo — e traduzidos em 35 idiomas —, e a fortuna pessoal de JK Rowling foi estimada em £ 560 milhões (ou o equivalente a R$ 3,4 bilhões) em 2008.

5 – Oprah Winfrey

Desde que lançou seu programa em 1986, Oprah Winfrey se tornou um dos nomes mais influentes da televisão internacional — sem falar que a apresentadora já apareceu em filmes e seriados, além de ser uma ativa filantropa e de ser considerada pela Forbes como a afro-americana mais rica do século 20. Mas não pense você que Oprah não teve os seus perrengues!
Segundo Jen, logo no início da carreira, quando Oprah trabalhava como repórter para um noticiário noturno do canal WJZ-TV, de Baltimore, um produtor disse que ela não servia para apresentar notícias televisivas. Depois de perder o posto, a norte-americana recebeu a oferta de fazer parte de um programa diurno chamado People are Talking — o que Oprah encarou como um retrocesso em sua profissão —, e não demorou até a carreira dela decolar.
FONTE:http://www.megacurioso.com.br/personalidades/85291-5-pessoas-famosas-que-foram-despedidas-e-deram-a-volta-por-cima.htm?utm_source=megacurioso.com.br&utm_medium=home&utm_campaign=ultimasnoticias
Postar um comentário

Revista Sexy Especial :: Mari Lopes Mari Lopes  nua na Revista Sexy Especial de abril. A musa do Flamengo nos mostra como é fácil ...