Elizabeth Eaton Rosenthal, de 75 anos, tem um hábito curioso: nas últimas 2 décadas, ela só se vestiu com tons de verde. Ela é tão aficionada por essa cor que ganhou o apelido de Dama Verde de Carrol Gardens, que é a região do Brooklyn, em Nova York, em que ela mora. Elizabeth explica que o verde é a cor mais feliz e positiva do mundo, por isso ela não imagina vestir uma peça com outra tonalidade.
Mas nem sempre foi assim, já que ela teve fases em que só vestia roupas pratas, depois rosa, roxo e azul, até parar nas verdes. Antes disso, porém, ela usava trajes que remetiam aos anos 1930. Além das vestimentas, Elizabeth decorou sua casa com vários objetos esverdeados e seu próprio cabelo e unhas sempre são pintados dessa cor.
Publicidade
“Não é uma obsessão, aconteceu naturalmente”, explica ela. Elizabeth acredita que tudo começou quando ela se mudou para Nova York e perdeu o contato com a natureza que existia em sua terra natal, chamada de Nova Escócia, no Canadá. Além disso, ela explica que se vestir dessa forma também alegra as outras pessoas. “Eu não sou exatamente uma pessoa extrovertida, mas digo ‘olá’ para qualquer um que falar comigo e eu adoro isso. Sem contar que as crianças me adoram assim”, justifica a mulher.
Como você deve imaginar, não é tão fácil achar roupas de apenas uma tonalidade, principalmente se você faz isso durante 20 anos. Elizabeth explica encontra muita roupa em lojas infantis, mas é preciso ser algo que sirva nela, é claro! Outra opção é tingir as roupas, que é algo que a Dama de Verde faz com bastante frequência.