quarta-feira, 28 de setembro de 2016

7 histórias de superação que vão fazer você ter boas lembranças de 2015

Apesar de parecer interminável em alguns momentos, o ano de 2015 está cada vez mais perto de virar coisa do passado. Chegou a época de substituir os calendários, providenciar a roupa branca do Réveillon e de se espantar com os impostos sempre mais altos do começo de todo o ano.
Mas, antes de ser dada a largada para a temporada 2016 de nossas reles vidinhas, convém relembrar alguns dos fatos mais marcantes deste ano. Para que você armazene boas lembranças em sua memória, preparamos uma lista com as mais lindas histórias de superação que aconteceram nos últimos meses. Prepare os lencinhos e confira:

1. Após pesar quase 18 kg, atriz vira ativista contra a anorexia

Em novembro, nós contamos a comovente história de Rachel Farrokh, atriz norte-americana de 37 anos que chamou a atenção do mundo para um distúrbio alimentar que atinge homens e, sobretudo, mulheres: a anorexia. A condição é geralmente causada pela imagem que a pessoa tem de si mesma: por se sentir acima do peso, ela acaba desenvolvendo quadros extremos de ansiedade que a levam a emagrecer bem mais do que o recomendado. No Brasil, estima-se que cerca 100 mil pessoas sofram com esse distúrbio.
No começo deste ano, Rachel gravou um vídeo em que pedia colaborações em dinheiro para custear um tratamento em um hospital dos Estados Unidos. À princípio, a campanha pretendia arrecadar 100 mil dólares, mas ela conseguiu o dobro disso. Dessa forma, o tratamento que precisaria ser feito do outro lado do país pôde ser realizado na Califórnia mesmo, estado em que ela mora.

2. A modelo sem pernas que dá um show de superação

Uma pessoa que nos leva a questionar os padrões de beleza estabelecidos é a modelo Kanya Sesser, que, aos 23 anos, tem ganhado uma boa grana graças a sua aparência, digamos, incomum. Apesar de ter nascido sem as duas pernas, ela recebe em torno de 4 mil reais por dia atuando como modelo fotográfica. Quando questionada se ela se considera uma pessoa sensual, a modelo afirma: “eu sou diferente, e isso é sexy. Eu não preciso de pernas para me sentir sexy.”
Aos 15 anos, Sesser ingressou no mundo da moda, e não demorou muito para que ela descobrisse que seu ponto forte estava no mercado de roupas íntimas e biquínis. Mas sua vida profissional não fica só nos flashes: ela é também atua como palestrante motivacional e atleta paralímpica.

3. O rapaz que, mesmo sem braços e pernas, disse que 2015 foi o melhor ano de sua vida

Em novembro de 2013, o britânico Alex Lewis foi diagnosticado com uma infecção estreptocócica tipo A que fez com que partes do seu corpo começassem a “morrer” em decorrência do envenenamento do seu sangue. Primeiro foi amputado o seu braço esquerdo, em seguida foi a vez das pernas, do braço direito e de partes dos lábios e do nariz.
Embora tenha sofrido perdas físicas irreparáveis, o empresário de 34 anos afirma ter tido o melhor ano de sua vida. Sua condição pode tê-lo impossibilitado de realizar muitas das atividades que estava acostumado, mas, mesmo assim, segundo relatos de amigos e familiares do rapaz, ele não cedeu ao pessimismo e deu a volta por cima, tornando um exemplo de superação.
A nova realidade impôs alguns desafios — como subir uma escada —, mas, em poucas semanas, ele conseguiu se acostumar com as próteses e já andava normalmente pelos corredores do hospital onde ficou internado. Quem mais ficou feliz com a recuperação de Alex foi o filho dele de 4 anos, Sam, que agora pode voltar a jogar bola com o pai como antes.

4. Garotinha portadora de doença rara prova que dança melhor que muita gente por aí


Certas pessoas têm realmente o dom de nos surpreender. Uma delas, sem dúvida, é a pequena Audrey Netherly, que nós mostramos no mês de outubro. Do alto dos 6 anos de idade, ela prova, com um gingado invejável, que nenhum problema de saúde consegue ser maior que nossa disposição em levar uma vida feliz.
Ela é portadora da anemia de Diamond-Blackfan, uma doença rara que pode ser diagnosticada logo após o nascimento e que causa lábio leporino, retardo no crescimento e problemas cardíacos e na formação do crânio. Apesar de desenganada pela medicina, Audrey é sinônimo de superação: fã de Taylor Swift, ela adora dançar os hits da diva do pop e já virou até celebridade no YouTube.

5. A gordinha que desafia os padrões estéticos ao praticar yoga

Em tempos de bullying gratuito para lá e para cá, a história da Big Gal Yoga (Garota Grande da Yoga, em tradução livre), que nós mostramos em setembro, surge muito oportunamente. Há cerca de três anos, vestida com roupas de cores vibrantes e com um alto astral que extrapola os limites do seu sorriso, a jovem indiana posta nas redes sociais fotos em que ensina os relaxantes movimentos do yoga.
Contrariando os padrões estéticos estabelecidos, ela mostra que quem deseja praticar yoga não precisa possuir um corpo esbelto de revista de dieta. Sua coragem e disposição lhe renderam mais de 60 mil seguidores no Instagram, além de muitos acessos em seu blog pessoal.

6. O bombeiro que recebeu o maior transplante facial da história

Nós contamos em novembro a incrível história de superação de Patrick Hardison, um rapaz que teve seu rosto completamente desfigurado em 2001 após participar, voluntariamente, do combate a um incêndio. Em 2015, ele ganhou um novo rosto em uma gigantesca operação médica, que envolveu cerca de 150 profissionais e durou 26 horas!
Sem se intimidar com os 50% de chances de sobrevivência, Hardison, para voltar a ter uma vida normal, enfrentou bravamente essa arriscada cirurgia de reconstrução facial. Ele recebeu o rosto do ciclista David Rodebaugh, de 26 anos, que havia tido uma morte cerebral após sofrer um grave acidente com sua bicicleta. “Patrick é lindo”, relatou, emocionada, a mãe do ciclista, na ocasião da doação.
Atualmente, Hardison está “reaprendendo” a viver. Agora ele consegue piscar — coisa que antes era impossível, devido ao fato de a sua pálpebra ter sido queimada no incêndio de 2001. Para que seu corpo não rejeite os novos tecidos, ele precisará tomar medicamentos para o resto da vida.  

7. A emocionante história de superação de uma modelo que sofre de uma terrível doença

Tudo indicava que Melanie Gaydos, portadora de uma rara doença genética, levaria uma vida discreta, sem chances de trabalhar no mundo da moda. Ela nasceu com displasia ectodérmica, um distúrbio que causa anormalidade em pelos do corpo, dentes e unhas. Só que, provando ser maior do que seu problema de saúde, a garota superou todas as expectativas e hoje é uma modelo e atriz bastante requisitada.
Ela conta que sua infância foi muito deprimente: tinha tendências suicidas, sofria bastante bullying no colégio e dificilmente encontrava pessoas dispostas a serem suas amigas. Contudo, um namorado que trabalhava como fotógrafo acendeu uma chama de esperança: havia quem se interessasse em trabalhar com pessoas como ela, cuja aparência fugisse dos estereótipos.
Atualmente, a jovem tem uma promissora carreira como modelo fotográfica e atriz, e, inclusive, viajou ao redor do mundo para participar das mais diversas campanhas publicitárias. Enquanto muitos perdem tempo se minimizando diante do espelho por estar fora dos padrões de beleza, Melanie prova que, com força de vontade e graça, nenhum objetivo é inalcançável. 
fonte:http://www.megacurioso.com.br/saude-e-beleza/89260-7-historias-de-superacao-que-vao-fazer-voce-ter-boas-lembrancas-de-2015.htm
Postar um comentário

Revista Sexy Especial :: Mari Lopes Mari Lopes  nua na Revista Sexy Especial de abril. A musa do Flamengo nos mostra como é fácil ...