1 – Alergias

Pode parecer completamente inútil começar a espirrar por causa de polén ou qualquer outra coisa completamente inofensiva, mas a ideia por detrás isso é simples: proteger o organismo das ameaças externas. É um “dispositivo” desenvolvido pelos seres humanos contra patógenos.
Woman blowing nose into tissue outdoors

2 – Cócegas

Não por acaso as cócegas ocorrem nas plantas dos pés, axilas, costelas e pescoço. Essas partes são vulneráveis em possíveis combates e o ato de sentir cócegas estimularia as crianças a protegerem suas partes vitais.
cocegas

3 – Engasgar

O corpo automaticamente tenta expelir o pedaço de comida que fica presa na garganta, o que poderia interromper a respiração e, consequentemente, o fornecimento de ar ao organismo.
engasgar

4 – Dentes sisos

Se hoje, a função dele é nos empurrar para o consultório do dentista, o dente siso já teve uma função bem mais nobre para os nossos antepassados, que precisavam mastigar alimentos bem mais rígidos e crus. Para isso, dispunham de mandíbulas maiores e os dentes extras. No entanto, com a evolução humana, os sisos se tornaram totalmente dispensáveis, se tornando apenas os “dentes do juízo”.
siso

5 – Apêndice

Assim como o dente siso, o apêndice se tornou algo totalmente inútil para os humanos com a evolução da espécie. E ele também possui uma atribuição muito importante na digestão de nossos antepassados: ele existiu como uma extensão do ceco, órgão comum em herbívoros, em uma época que a humanidade comia muito mais planta.
apendicite

6 – Agonia com barulhos estridentes

É normal se arrepiar ao ouvir o ranger das unhas em uma parede ou qualquer som agudo. Isso porque, segundo nossa memória evolutiva, esses barulhos de alta frequência eram um “alarme” natural para as ameaças.
barulho

7 – Ficar “vermelho” de vergonha

Pessoas que ficam vermelhas após cometer um erro ou um “mico” são consideradas mais confiáveis e julgadas de forma mais positiva do que as que não coram. Isso é o que dizem as pesquisas científicas, o que sugere que o ruborizar tenha surgido para evitar brigas e consequências mais graves de inevitáveis falhas.
Young woman hiding
Young woman hiding

8 – Balançar as orelhas

Faça um teste: tente balançar as orelhas. Conseguiu? Provavelmente não. Mas as raras pessoas que conseguem demonstram mais um resquício evolutivo: assim como outros animais fazem, um dia já fomos capazes de virar nossas orelhas em direção a um som, para identificar de onde está vindo.
orelhas

9 – Arrepiar

Outra herança de nossos antepassados, de quando nosso corpo ainda era coberto por muitos pelos. Além de proteger do frio, os pelos quando eriçados davam a impressão de que éramos maiores, afastando os predadores.
arrepio

10 – Dedos enrugados

Já reparou em como os dedos ficam enrugados quando ficamos com eles muito tempo na água? Simples! É uma reação natural do corpo para deixá-los menos escorregadios, evitando escorregamentos.
1